Católicas nem com aspas - Elite FM 101.7 - Energia positiva no ar!

Católicas nem com aspas

Por: Elite FM
Publicado em 08/11/2020
img
Grupo que milita contra ensinamentos da Igreja Católica não pode se autodeclarar católico, segundo decisão da Justiça paulista-Foto: Bigstock/Gazeta do Povo

No Brasil, o aborto não é legalizado. Há três casos em que o legislador entendeu que a prática do aborto não deverá ser penalizada: estupro,risco de vida da gestante e anencefalia. Trata-se de uma lei razoável.A balança da justiça é equilibrada. Nem conservadora demais, nem liberal de menos. Prudente, portanto. Porém, há inúmeros movimentos sociais pressionando a Justiça no sentido de que a decisão do aborto, independentemente da situação, é de foro íntimo da gestante e de mais ninguém. Não importa se o embrião tem dignidade, o que vale é o princípio absoluto da autonomia do próprio corpo da mulher. No caso das Católicas pelo Direito de Decidir, a organização não só não faz parte da Igreja Católica como a condena. Sinceramente, não tenho problemas com quem defende o aborto. Meu problema é com os dissimulados e manipuladores inescrupulosos. E esse é o caso da organização internacional chamada “Catholics for Choice”, que atua na defesa do aborto desde 1973 e tem sede em Washington, D.C. No Brasil, o grupo atua desde os anos 90. Aqui a entidade leva o nome de “Católicas pelo Direito de Decidir”. Ou pelo menos levava, já que a Justiça de São Paulo proibiu a entidade de usar “católicas” em seu nome. O uso de “católicas” no nome é para atrair os ingênuos, e foi escolhido de caso pensado. Segundo uma ex-presidente da entidade, se você vencer os católicos, você venceu a melhor posição contrária ao aborto.


Fonte: Francisco Razzo-GPazeta do Povo