Como é o processo de intubação dos pacientes de Covid-19 - Elite FM 101.7 - Energia positiva no ar!

Como é o processo de intubação dos pacientes de Covid-19

Por: Elite FM
Publicado em 07/10/2020
img
A intubação não é a primeira escolha dos médicos e é necessária quando o paciente tem insuficiência respiratória -Foto: Bigstock/Gazeta do Povo

Pacientes mais graves de Covid-19 podem sofrer danos nos tecidos do pulmão que prejudicam a respiração. Se uma pessoa infectada chegar ao ponto em que os pulmões não conseguem fornecer oxigênio para o corpo ou não eliminam o dióxido de carbono adequadamente, a intubação pode ser necessária para salvar a vida desse paciente. O procedimento não é a primeira escolha dos médicos. A intubação é necessária quando o paciente tem insuficiência respiratória, ou seja, não consegue respirar espontaneamente, e outras medidas mais brandas não conseguem reverter esse quadro. "Essas outras medidas são basicamente a oferta de oxigênio", diz Vinicius Avellar Werneck, cardiologista e intensivista do HCor. "Então, antes de um paciente ser intubado, tentamos medidas menos invasivas". A primeira tentativa é a colocação de um cateter de oxigênio pelo nariz, para que o paciente continue respirando espontaneamente, mas com uma oferta maior de oxigênio do que a do ambiente. Se isso não funcionar, as próximas etapas envolvem dispositivos como o cateter nasal de alto fluxo, que também é introduzido pelo nariz, mas permite um fluxo mais rápido de oxigênio. Depois vem a ventilação não-invasiva, feita com uma máscara de oxigênio que envolve todo o rosto do paciente e que, além de fornecer oxigênio em concentração mais alta, manda o ar com uma pressão maior." Se o paciente não melhorar com nenhuma dessas medidas, é necessária a intubação. Ele precisa de um tubo orotraqueal para ser conectado ao aparelho, um ventilador mecânico", explica Werneck. "Essa é uma forma mais invasiva, o paciente precisa ser sedado. Mas é uma forma de ventilação mais eficiente, principalmente para os pacientes mais graves". 


Fonte: Helen Mendes - Gazeta do Povo