25 de setembro:Dia do Rádio - Elite FM 101.7 - Energia positiva no ar!

25 de setembro:Dia do Rádio

Por: Elite FM
Publicado em 25/09/2020
img

   Rádio é um grande latifúndio com mais de 9 mil emissoras no Brasil O ”Dia do Rádio” está envolto em várias situações e até estudiosos do veículo apontam datas diferentes. Oficialmente é celebrado em 25 de setembro, por ter sido o dia da primeira transmissão oficial. O coordenador do Curso do Núcleo de Educação do Rádio da Universidade Federal do RS, Luís Artur Ferraretto, diz que o marco inicial do rádio seria 6 de abril de 1919, em Recife, quando a Rádio Clube de Pernambuco fez realmente a primeira transmissão de forma não oficial. Houve também outros eventos envolvendo transmissões pioneiras no Brasil. Em 12 de outubro de 2031 foi montado no Corcovado, RJ, um aparatoso equipamento de rádio, pois o inventor de ondas curtas do rádio e do teléfgrafo, Guglielmo Marconi, ofereceu-se para ligar as luzes da estátua diretamente da Itália, via rádio. Landel de Moura também teve influência no rádio, sendo o introdutor da tecnologia, que permitiu avanços muito positivos para que o rádio se consagrasse no Brasil como o principal elo de comunicação. Alguns analistas da época disseram que o rádio já nasceu morto e já teria morrido várias vezes, primeiro com a vinda da TV, depois com a chegada da internet, com a comunicação virtual. A história provou o contrário pela sua própria natureza. O rádio se tornou o grande amigo das pessoas o dia todo. Entra nas casas de quase 100% da população brasileira e se mantém vivo com milhares de emissoras em todo mundo. O rádio se impôs com os mais variados formatos, diferentes em cidades grandes e menores, atingindo as pessoas de pequenos municípios com programação condizendo com suas vivências. Mais particularizado e eficiente também foi o rádio amador com muitos aficionados nas décadas de 1950. Em Pato Branco havia integrantes desta comunicação.

             O rádio se fixou como amigo, que não atrapalha as atividades normais, o que não acontece com a TV e aparelhos que exigem contato constante. Esta qualidade faz toda a diferença, pois o trabalho exige presença física e o som ambiente do rádio permite música, informação, dicas, lazer, o que contribui para o bem-estar do ouvinte pela variedade e até pela empatia do comunicador, que permite uma agradável companhia perfazendo o conceito de que “Quem ouve ´radio, nunca está sozinho”. Quando diziam que a TV roubou a programação do rádio, esse veículo tinha se reinventado para preencher novas lacunas, que só o rádio poderia atingir pela sua instantaneidade no momento dos fatos e melhorou sua companhia virtual.

            O rádio entrou na TV, pois permite também imagens e muitas vezes mais objetivas que as da TV, pois vai direto ao assunto, as redes sociais do rádio mantém sintonia constante com mais credibilidade, rádio no carro, rádio relógio, aplicativos de rádio FM em celulares, que permitem sintonia em qualquer lugar, sem custos, com uma miscelânea de de variedades que nenhum outro meio garante essa audiência cativa.

            Ainda, há as rádios que se tornaram web TV, aproveitando tudo o que podem oferecer na rede social e poderão chegar à frente das TV’s. O próprio mecanismo de trabalho do rádio é bem mais adaptável e fácil de evoluir do que a TV. O rádio, hoje, é predominantemente comercial e planejamento e formato permitem sua audiência como veículo de comunicação sustentável. É por esta razão que a Rádio Elite FM chega aos 40 anos, sendo a primeira FM do Sudoeste a vencer todas as etapas e desafios, passando pela introdução de inovações, evoluindo dos comerciais em acetado, cassete, cartucho, minidisc  e chegando ao computador, primando sempre pela responsabilidade e respeito ao público tendo como slogan ” energia positiva no ar”, sem dar respaldo a informações, que nada acrescentam de útil à sociedade ou venham a denegrir a imagem de pessoas, sem respaldo para o contraditório. Rádio é um latifúndio tão grande que abarca todos os continentes de forma instantânea pela internet. Há mais de 9 mil emissoras no Brasil.Muitos patobranquenses saíram da cidade e foram para os mais variados países e através da Rádio Elite FM, como cultivadora desse latifúndio, permite que esses nativos continuem  mantendo elos com sua cidade, o que serve  para “matar saudades”. Pato Branco se destaca pelas excelentes fontes de informação, mantendo o Diário do Sudoeste impresso e online, Tvs, revistas, emissoras AM e FM e destaca-se por ter a  Elite FM  como  a primeira FM do Sudoeste a completar 40 anos.

Laudi Vedana – Professor e Jornalista

 


Fonte: Laudi Vedana – Professor e Jornalista