Empresas planejam testar nova vacina contra Covid-19 neste ano no Brasil - Elite FM 101.7 - Energia positiva no ar!

Empresas planejam testar nova vacina contra Covid-19 neste ano no Brasil

Por: Elite FM
Publicado em 14/09/2020
img
Foto: BigStock/Gazeta do Povo

A empresa brasileira Dasa, de medicina diagnóstica, e a americana Covaxx, que tem trabalhado em uma potencial vacina contra a Covid-19, se juntarão em testes das fases 2 e 3 no Brasil. O investimento da empresa brasileira será de R$ 15 milhões ao desenvolvimento do imunizante. Os anúncios foram feitos na quarta-feira (9) em coletiva de imprensa virtual feita pela companhia brasileira.De acordo com a Covaxx, a vacina é feita de peptídeos sintéticos de precisão. Em comparação, a candidata da AstraZeneca/Universidade de Oxford é produzida a partir de um adenovírus (causador do resfriado) extraído de chimpanzés, e os imunizantes da Moderna e da Pfizer em parceria com a BioNTech são produzidas a partir do mRNA do coronavírus. Os dados fornecidos pela companhia também afirmam que a vacina produz alto número de anticorpos neutralizantes. A fase 1 dos testes clínicos está sendo conduzida em Taiwan. A vacina em desenvolvimento da Covaxx é desenhada para induzir os dois tipos de resposta imune do paciente: humoral (realizada por anticorpos) e celular (por linfócitos T). Segundo as empresas, a plataforma da vacina candidata é totalmente sintética e não traria riscos biológicos, já que não usa o coronavírus vivo na sua produção. Peter Diamandis, cofundador e vice-presidente do conselho da Covaxx, afirmou que um dos pontos mais importantes é que a vacina tem escala de produção à altura das necessidades de imunização da população. "A Covaxx usa a mesma plataforma que produz 5 bilhões de doses de vacinas para doenças em animais. Ela pode produzir vacinas em larga escala", afirmou. De acordo com a Dasa e a Covaxx, as primeiras 10 milhões de doses serão direcionadas a redes particulares, mas a rede pública brasileira tem 15 milhões de doses garantidas. "Dasa e Covaxx esperam começar a recrutar voluntários para a fase 2 dos testes da vacina desenvolvida pela companhia americana até o final do ano. Os resultados dos primeiros testes clínicos da vacina ainda não foram publicados em revistas científicas, mas isso deve acontecer em breve.  


Fonte: Gazeta do Povo