Fim da reeleição: qual é a chance da ideia de FHC vingar e Bolsonaro não concorrer em 2022 - Elite FM 101.7 - Energia positiva no ar!

Fim da reeleição: qual é a chance da ideia de FHC vingar e Bolsonaro não concorrer em 2022

Por: Elite FM
Publicado em 13/09/2020
img
Bolsonaro com a faixa presidencial: possibilidade de reeleição - Foto: Valter Campanato-Agência Brasil/Gazeta do Povo

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, agora diz estar arrependido ao defender a reeleição no Brasil, mas não é para o bem do país, mas por medo de que Bolsonaro  seja reeleito, já que seus índices de popularidade  são crescentes. O arrependimento de FHC abriu o debate sobre o assunto, num movimento visto nos bastidores como uma ação antibolsonaro, atitude comum entre os políticos que primam por interesses pessoais e partidários e o país  fica sempre em segundo lugar. De qualquer modo, Bolsonaro em princípio não tem com o que se preocupar. Os parlamentares não vêm demonstrando interesse em colocar o assunto em discussão. E, mesmo que o fim da reeleição viesse ser aprovado, dificilmente tiraria de Bolsonaro a chance de tentar um segundo mandato. Todos os presidentes do Brasil que se candidataram à reeleição, aliás, venceram a disputa. Isso demonstra como o ocupante do cargo já larga com vantagem na eleição seguinte. Já existem projetos, alguns tramitando há mais de cinco anos – abordam não apenas o fim da reeleição, mas também a modificação no tempo dos mandatos eletivos, a coincidência das eleições ou mesmo a proibição de que uma pessoa concorra novamente a um cargo que já exerceu, ainda que de modo não consecutivo. Esses projetos não andaram e o pouco que avançou foi em 2009, também parou.A profunda diferença de opiniões tende a deixar tudo como está. FHC, por exemplo, foi a favor da reeleição quando era presidente e como, agora, pretende dar ao PSBB uma posição de centro, revela ser contra a reeleição. As abordagens de lideranças de diversos partidos variavam entre valorizar a "nobreza" de Fernando Henrique ao reconhecer um suposto erro e criticar a "hipocrisia" do tucano – já que ele foi beneficiado diretamente com a implantação da reeleição. Mesmo dentro do PSDB, a posição de FHC foi recebida com ceticismo. 


Fonte: Gazeta do Povo e Elite Fm