Não é só Witzel: mais governadores sob suspeita de corrupção correm risco de perder o cargo - Elite FM 101.7 - Energia positiva no ar!

Não é só Witzel: mais governadores sob suspeita de corrupção correm risco de perder o cargo

Por: Elite FM
Publicado em 12/09/2020
img
Edifício sede do Superior Tribunal de Justiça (STJ), corte responsável por investigar e afastar governadores.| Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil/Gazeta do Povo

Uma vergonha para o Brasil é, sem dúvida, o envolvimento de corrupção de governadores. O afastamento do governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC), acendeu o alerta para outros governadores investigados em esquemas de desvios de recursos públicos. Por mais que haja indícios de corrupção contra Witzel, ele foi afastado por decisão individual de um ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ), só posteriormente confirmada por um colegiado da Corte. Isso foi criticado por juristas e analistas políticos. E deixou em alguns governantes o receio de que podem ser os próximos alvos, pois bastaria apenas que um ministro tomasse a decisão de afastá-los.Se esses governantes têm receio é porque sua consciência pesa. Desde abril, investigações de casos de desvios de recursos para o combate à Covid-19 se espalharam por pelo menos 11 estados, além do Distrito Federal. São investigados prefeitos e governadores. Além do Rio, há investigações em andamento que envolvem os governos do Amapá, Amazonas, Distrito Federal, Pará, Paraíba, Rio Grande do Sul, Rondônia, São Paulo e Santa Catarina. Em alguns estados, secretários de Saúde chegaram a ser presos ou afastados de seus cargos sob suspeita de corrupção.Em Santa Catarina, o governador Carlos Moisés (PSL) responde a dois pedidos de impeachment na Assembleia Legislativa por supostas irregularidades na área da saúde. As suspeitas já levaram à queda de dois secretários estaduais, além da abertura de uma CPI. Wilson Witzel reclamou de perseguição política ao ser afastado do cargo. A Lava Jato do Rio rebateu as acusações de Witzel e informou haver indícios robustos contra ele. 

 


Fonte: Gazeta do Povo