Liminar que prorroga Lava Jato coloca Aras contra a parede e pode acabar nos tribunais - Elite FM 101.7 - Energia positiva no ar!

Liminar que prorroga Lava Jato coloca Aras contra a parede e pode acabar nos tribunais

Por: Elite FM
Publicado em 07/09/2020

A decisão liminar concedida na terça-feira (1º) pela subprocuradora Maria Caetana Cintra dos Santos, que prorroga por mais um ano a força-tarefa da Lava Jato em Curitiba, colocou o procurador-geral da República, Augusto Aras, contra a parede.A autorização para a força-tarefa paranaense funcionar venceria no dia 10 de setembro e até agora Aras não havia tomado uma decisão sobre a continuidade do trabalho. A liminar de Maria Caetana tem caráter provisório e pode vir a ser questionada pelo plenário do CSMPF. Mas, para integrantes da Lava Jato, a decisão ajuda a aumentar a pressão sobre Aras para manter as investigações por mais tempo. Os procuradores da força-tarefa dizem que foram pegos de surpresa com a liminar. Há dentro do grupo a interpretação de que o Conselho Superior não tem prerrogativa para deliberar sobre a renovação de forças-tarefas. Por isso, há o risco de o caso acabar sendo judicializado. O procurador-geral pode acionar a Justiça para resolver o imbróglio. Para a Lava Jato, uma discussão nos tribunais sobre o futuro da força-tarefa pode ser positiva. Os procuradores acreditam que, com a judicialização da questão, pode haver um constrangimento em sufocar as investigações, além de suscitar a discussão pública sobre o tema. Os procuradores ressaltam que, se o caso for parar na Justiça, já haverá três decisões a favor da continuidade das investigações: a liminar de Maria Caetana; um ofício enviado à PGR pela 5ª Câmara de Coordenação e Revisão do MPF recomendando a renovação da força-tarefa; e um ofício enviado à PGR por oito dos 10 integrantes do Conselho Superior colocando-se a favor da renovação da equipe.


Fonte: Gazeta do Povo