Como funcionava o esquema de corrupção no governo do Rio de Janeiro a partir da eleição de Wilson Witzel - Elite FM 101.7 - Energia positiva no ar!

Como funcionava o esquema de corrupção no governo do Rio de Janeiro a partir da eleição de Wilson Witzel

Por: Elite FM
Publicado em 01/09/2020
img
O governador Wilson Witzel- Outro seguidor de Cabral- Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil

 O esquema investigado, segundo a PGR, não se limitou à saúde e ao período da pandemia. Para o ministro do STJ Benedito Gonçalves, existem indícios de que o esquema de corrupção possa ter desviado recursos que vão além dos destinados ao combate ao novo coronavírus. Além disso, os investigadores alertam que o esquema foi montado desde o final da campanha eleitoral de 2018, quando houve o acentuado “aparelhamento do Estado – incluindo nomeações a cargos-chave, como Secretários de Estado, de pessoas de dentro do esquema e vinculadas aos (pelo menos) três grupos supostamente criminosos. Segundo apurado pelos investigadores, a partir da eleição de Wilson Witzel, estruturou-se no âmbito do governo estadual uma organização criminosa, dividida em três grupos que disputavam o poder mediante o pagamento de vantagens indevidas a agentes públicos. Liderados por empresários, esses grupos lotearam algumas das principais pastas estaduais – a exemplo da Secretaria de Saúde – para implementar esquemas que beneficiassem suas empresas", diz nota da PGR.O principal mecanismo de obtenção de recursos financeiros pelos grupos era por meio do direcionamento de licitações de organizações sociais, mediante a instituição de uma 'caixinha de propina' abastecida pelas OSs e seus fornecedores, e a cobrança de um percentual sobre pagamentos de restos a pagar a empresas fornecedoras do estado", informa a PGR.O Rio de Janeiro foi saqueado pelo governador que já tem uns 200 anos de  condenação e se instalou o mesmo sistema. O povo brasileiro pode dizer: ”Coitado do nosso Rio de Janeiro...Até agora 6 governadores corruptos saqueando o Estado.


Fonte: Gazeta do Povo