Nova aposta de Guedes “Super PEC” reúne corte de salário, Renda Brasil e desoneração - Elite FM 101.7 - Energia positiva no ar!

Nova aposta de Guedes “Super PEC” reúne corte de salário, Renda Brasil e desoneração

Por: Elite FM
Publicado em 25/08/2020
img
Super PEC” de Paulo Guedes será apresentada na forma de substitutivo à PEC do Pacto Federativo, que já tramita no Senado-Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado/Gazeta do Povo

Para reduzir a resistência ao ajuste fiscal e viabilizar os programas de emprego e renda básica, o governo resolveu concentrar numa única proposta as medidas de contenção de gastos obrigatórios, desoneração da folha de pagamentos e criação do Renda Brasil. A expectativa é que a "Super PEC" seja apresentada e votada diretamente em plenário em setembro. A ideia de unificar várias propostas em uma só PEC partiu do ministro da Economia, Paulo Guedes. Um acordo inicial foi fechado entre a equipe econômica e dificilmente o governo voltará atrás na estratégia.O objetivo de Guedes é atrelar a discussão de duas propostas que considera positivas – a criação do programa social Renda Brasil e a desoneração da folha, que pode gerar novos postos de trabalho – a medidas duras de contenção de gastos. Essas medidas de contenção já estavam nas PECs Emergencial e do Pacto Federativo, apresentadas pelo governo em novembro do ano passado, mas que não foram votadas no Senado. A equipe econômica avalia que é urgente a necessidade de controlar gastos obrigatórios no ano que vem, e com isso liberar dinheiro no Orçamento para programas sociais e também obras públicas. Sem cortar despesas obrigatórias, fica praticamente impossível tirar esses projetos do papel, já que o teto de gastos limita o crescimento total das despesas do governo à inflação do ano anterior. A principal despesa que o governo quer reduzir é a folha de pagamento do funcionalismo público. A proposta é reduzir em 25% a jornada e o salário dos servidores, além de proibir novos concursos e vedar reajustes e promoções. A máquina pública mantém salários muito acima da iniciativa privada, milhares de  salários acima do teto, além de benefícios e favores que afrontam o princípio de que todos são iguais perante a lei.


Fonte: Gazeta do Povo e Elite Fm