Terra Indígena de Mangueira volta a se agitar - Elite FM 101.7 - Energia positiva no ar!

Terra Indígena de Mangueira volta a se agitar

Por: Elite FM
Publicado em 23/08/2020
img
Reunião na residência do atual cacique da terra indígena de Mangueirinha-João Santos Luiz Carneiro- Fot: Marcio Kokoj /https://diariodosudoeste.com.br/

Grupo contrário a liderança de cacique da Terra Indígena de Mangueirinha, denuncia João Santos Luiz Carneiro por abuso de poder e corrupção. Prestes a completar 8 anos da troca mais conturbada de cacique nas aldeias Mato Branco, Trevo e Sede, na Terra Indígena de Mangueirinha, o povo kaingang está novamente em meio a conflitos de lideranças. De 2012 a 2020, esta comunidade indígena, já escolheu três caciques (Romancil Cretã, que substituiu Valdir Kokoj; Valdir Crispim, conhecido por Negão que deu lugar em novembro de 2018 a João Santos Luiz Carneiro).Nos últimos dias, a comunidade indígena voltou a se agitar devido uma denúncia feita por um grupo, composto por 16 indígenas, contrários à liderança de João Santos ao Ministério Público Federal (MPF) em Pato Branco, acusado de ter prendido crianças menores na cadeia da comunidade; transferido indígenas; cortado e vendido eucaliptos sem comprovar a destinação; abuso do poder; assédio sexual; loteamento político na contratação de servidores das áreas de saúde e educação; comercialização de lotes da Terra Indígena para não indígenas. O MP não vai se manifestar até não serem concluídas as investigações.


Fonte: Diário do Sudoeste