Vacina contra a pandemia da corrupção - Elite FM 101.7 - Energia positiva no ar!

Vacina contra a pandemia da corrupção

Por: Elite FM
Publicado em 13/08/2020
img
Fachada do edifício sede do Supremo Tribunal Federal – STF.| Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil/Gazeta do Povo

No sentido médico, pandemia pode ser definida como doença infecciosa e contagiosa que rapidamente se espalha e atinge toda uma região, seja um país, um continente ou o mundo inteiro. Em sentido ampliado, pode ser qualquer evento, fato ou prática que se espalha em grandes proporções sobre toda uma área ou setor, logo se pode falar também em pandemia da corrupção encranhada nos 5.570 municípios, 26 Estados, Distrito Federal e União Federal, autarquias, fundações, empresas estatais e demais órgãos públicos. Não é exagero afirmar que a corrupção se tornou uma cultura no funcionamento do serviço público, e é difícil ser fornecedor de obra, material ou serviço para o sistema estatal sem ter que pagar suborno, propina ou contribuição para as campanhas eleitorais. Há quem trabalha honestamente, mas  não é a regra diante do corrupto e corruptor. É certo que os desvios, as fraudes, os desperdícios e os ilícitos com dinheiro público são de magnitude tal que respondem por parte da miséria, pobreza, atraso e naufrágio da ética pública no país. Que vacinas há para esse mal? O país tem o desafio de descobrir caminhos para produzir vacina moral, legal, gerencial e política contra a corrupção. A justiça tem que ser exemplar e cumprir o que diz a Constituição: ”Todos são iguais perante a lei”. E para chegar a este patamar de exigência é preciso que a consciência coletiva, guardiã da democracia brasileira, tenha força para agir e isso acontece com o processo de educação, o que é inoperante no Brasil, cujos eleitores não têm o discernimento da escolha de seu representantes. 


Fonte: Gazeta do Povo e Elite Fm