Vigilância Sanitária interdita clínica de reabilitação em Pato Branco - Elite FM 101.7 - Energia positiva no ar!

Vigilância Sanitária interdita clínica de reabilitação em Pato Branco

Por: Elite FM
Publicado em 11/08/2020

Acolhidos teriam que atingir meta de vendas de sacos de lixo para terem direito às refeições. Uma clínica de reabilitação de dependentes químicos foi interditada na semana passada pela Vigilância Sanitária de Pato Branco, após uma denúncia realizada por um dos 15 acolhidos. A chefe da Vigilância Sanitária do Município, Cirlei Wagner dos Santos acrescentou que, após a denúncia, organizaram uma equipe multissetorial, formada por integrantes da Vigilância Sanitária, da Secretaria de Assistência Social, do Setor de Fiscalização da Prefeitura e contaram com o apoio da Polícia Militar para averiguar a denúncia. No último dia 5, se deslocaram até a residência, na linha São Braz, onde foram recebidos por um homem que afirmou ser pastor e três residentes. No total, moravam 17 pessoas, sendo responsável o pastor e outro homem, que não teve a identidade revelada aos fiscais. De acordo com Cirlei, pela denúncia de um dos acolhidos, a comunidade terapêutica utilizava os residentes para vender os sacos de lixo como uma forma de arrecadar fundos para ajudar na manutenção na casa. Conforme Cirlei, a casa não atendia a legislação sanitária vigente para funcionamento desse tipo de estabelecimento, pois não tinha profissional qualificado para poder responder tecnicamente pelos tratamentos dos acolhidos. Além disso, a estrutura física não está adequada, não tem projeto aprovado, não tem alvará e nem licença sanitária. De acordo com Cirlei, a clínica foi interditada pela precariedade quanto aos requisitos de segurança sanitária. 


Fonte: Diário do Sudoeste