Educação no Brasil se concentra em matéria “conteudista” para treinar alunos na problematização marxista - Elite FM 101.7 - Energia positiva no ar!

Educação no Brasil se concentra em matéria “conteudista” para treinar alunos na problematização marxista

Por: Elite FM
Publicado em 20/07/2020

O que passa por Ciências Humanas nas escolas brasileiras é uma piada: uma Literatura em que ninguém lê um livro, só descrições de estilos e excertos; uma História e uma Geografia em que a matéria “conteudista” serve apenas de desculpa para treinar os alunos na problematização marxista, aprendendo a discernir “oprimidos” e “opressores” sem nada perceber de todo o resto. Do que passa por Filosofia e Sociologia no Ensino Médio prefiro nem falar, por não ser do meu feitio enfileirar palavrões neste espaço tão civilizado. As Exatas também são a mesma porcaria, em que os alunos “aprendem” uma série de fórmulas e malabarismos com números sem jamais, por um instante que seja, usá-los no mundo real ou mesmo perceber para que serviriam nele. Mostre-me um aluno de Ensino Médio que tenha a mais vaga ideia de um contexto em que lhe seja útil no mundo real a equação de Bháskara, que todos decoram, e mostrar-lhe-ei raríssima exceção. Biologia vai pela mesma senda. Melhor seria juntar tudo e jogar fora. Mas como fazê-lo? O que poderia “dar jeito” na educação formal brasileira? Segue então um pensamento algo utópico, na medida em que para torná-lo realidade seria necessário um poder que não vejo como um governante do Bananão poderia ter neste momento histórico. A primeira coisa a fazer seria combater uma doença antiquíssima de nosso país, já estudada até por Gilberto Freyre: o “bacharelismo”, o amor aos papéis, aos diplomas supostamente comprobatórios de conhecimentos que na verdade seu detentor não possui nem quer possuir. Somos o país do diploma, da carteirinha disso ou daquilo, de papéis sem sentido que acabam valendo muito mais que a realidade dos fatos, que eles acabam substituindo, tornando toda aquela papelada a moeda de troca de um mundo de fantasia. É o que eu chamo de “papelucholatria”.”Uma das provas evidentes que a educação brasileira vai mal, com raríssimas exceções, se dá na péssima escolha dos representantes políticos, onde está a base da democracia ,que consome R$ 30 milhões por dia  com retorno pífio.”


Fonte: Carlos Ramalhete/Gazeta do Povo e Elite Fm