O chamado “kit de tratamento precoce” para a Covid-19 funciona? - Elite FM 101.7 - Energia positiva no ar!

O chamado “kit de tratamento precoce” para a Covid-19 funciona?

Por: Elite FM
Publicado em 14/07/2020

Se você recebeu, principalmente via redes sociais, a indicação de uso de medicamentos sob o pretexto de um "tratamento precoce" ou mesmo "profilático" da Covid-19, desconfie. Não há, até o momento, remédios que possam ser usados nesses cenários contra o novo coronavírus e que estejam de acordo com as evidências científicas, segundo os especialistas ouvidos pelo Sempre Família. Entre os remédios mais citados nos chamados "kits de tratamento precoce" estão os já conhecidos: A plausabilidade do uso da hidroxicloroquina existe. Ela demonstrou que evita a replicação do vírus em um modelo in vitro [em laboratório]. Corticoides: O uso da dexametasona pode ser benéfico entre pacientes graves, que precisam de oxigenação suplementar ou ventilação mecânica. Antivirais: lopinavir e ritonavir não apresentaram benefícios para pacientes internados. O remdesivir parece reduzir o tempo de recuperação de pacientes moderados a graves. Antiparasitários: tanto os estudos com a ivermectina quanto com a nitazoxanida ainda estão em fase laboratorial, in vitro. Imunomodulador: o tocilizumab ainda está sob estudos, mas os resultados de pesquisas observacionais e estudos de casos têm se mostrado positivos. "Toda medicação tem um benefício que a gente espera e tem um efeito adverso. O problema é que o efeito adverso faz com que fique muito ruim a relação de risco e benefício, porque o benefício é duvidoso, e o risco é alto", resume Reginaldo Oliveira Filho, médico clínico hospitalista. 


Fonte: Gazeta do Povo