Sudoeste o maior produtor de leite no PR - Elite FM 101.7 - Energia positiva no ar!

Sudoeste o maior produtor de leite no PR

Por: Elite FM
Publicado em 12/07/2020
img
Foto:Laudi Carlos Vedana

Nos últimos anos, a região sudoeste do Paraná tem sido a maior produtora de leite de todo o estado. De acordo com dados da Secretaria de Agricultura e do Abastecimento do Paraná (Seab), a região fechou o ano de 2017 com uma produção aproximada de 1 bilhão de litros de leite. Sozinho, o Sudoeste produziu 25% de todo o leite do estado, ficando à frente das regiões Oeste [21%] e Centro-Oriental, em que engloba municípios como Ponta Grossa e Castro [16%]. De acordo com o veterinário responsável pela área de pecuária de corte e leite da Seab, Fábio Mezzabri, de 2008 a 2018, a região ampliou sua produção em 98%. Segundo ele, o Sudoeste não aumentou somente o volume de leite produzido, a região também elevou a qualidade de seu produto. “O pessoal investiu muito em tecnologia. Programas do governo e o trabalho realizado pela Emater (agora IDR) na região, melhoraram a qualidade do leite”, disse contando que o órgão trabalha a questão de manejo e qualidade do leite, diretamente com os produtores e com as indústrias, o que, segundo ele, é um dos diferenciais da região. Núcleo regional de Pato Branco abrangência do Núcleo regional do Departamento de Economia Rural (Deral) em Pato Branco, produziram pouco mais de 364 milhões de litros de leite. Destes, os municípios de Chopinzinho, São João, Mangueirinha e Coronel Vivida foram os que mais produziram. Na microrregião, existem 61,695 cabeças de vaca holandesa, que fecharam 2019, com a produção de cerca de 283 milhões de litros de leite. Segundo o Núcleo Regional em Pato Branco, a região fechou o ano com 17.187 cabeças de rebanho misto. A produção de leite misto no ano passado foi de pouco mais de 39 milhões de litros de leite. Por fim, a produção de leite de rebanho Jersey, com cerca de dez mil cabeças, foi de 41 milhões de litros. O que falta para a região sudoeste é agregar valor ao leite, o que tem sido a maior preocupação dos gestores do ramo leiteiro. Há anos houve o projeto, denominado Pacto Nova Itália, em  conjunto com cooperativas  da região do Vêneto, na Itália, para que o Sudoeste desenvolvesse um queijo típico da região, que já tinha o nome de “Santo Giorno, o queijo nosso de cada dia”, que poderia ser exportado para o mundo todo e chegou até ao estágio de degustação  com  a participação de universidades e tendo aprovação total, mas infelizmente por  razões  “incoerentes”, o projeto  morreu na casca, mas teria todas as condições para ser sucesso na maior região leiteira do PR.


Fonte: Diário do Sudoeste e Elite FM