Sem cloroquina, lopinavir e ritonavir, OMS concentra estudos com remdesivir - Elite FM 101.7 - Energia positiva no ar!

Sem cloroquina, lopinavir e ritonavir, OMS concentra estudos com remdesivir

Por: Elite FM
Publicado em 07/07/2020
img
Foto: Reprodução/GPO//www.gazetadopovo.com.br

Quando a Organização Mundial de Saúde (OMS) lançou o estudo global ‘Solidarity’, com a finalidade de encontrar drogas eficazes no combate à covid-19, no final de março, algumas substâncias apareceram como esperança para salvar pessoas infectadas pelo novo coronavírus. A OMS anunciou a paralisação de estudos com hidroxicloroquina, ritonavir e lopinavir no tratamento de pacientes hospitalizados com covid-19. Com a decisão, a única substância da lista de medicamentos prioritários do estudo global que ainda continua sendo avaliada em tratamentos de pacientes hospitalizados é o antiviral remdesivir. A droga – desenvolvida pela empresa biofarmacêutica norte-americana Gilead Sciences para combater o ebola – têm demonstrado nos testes ser a mais promissora contra o coronavírus, mas também recebeu ressalvas da OMS. Primeiramente, o remdesivir foi autorizado para uso emergencial nos EUA, Índia, Cingapura e Japão. Em seguida o Reino Unido liberou, com limitações, o uso do medicamento para pacientes em estado grave da doença. A Comissão Europeia também autorizou (provisoriamente) o uso do remdesivir para o tratamento de pacientes com coronavírus na União Europeia (UE). A decisão foi tomada após recomendação da Agência Europeia de Medicamentos (Ema). De acordo com estudos realizados até agora, os pacientes graves de covid-19 tratados com remdesivir recuperam uma média de 4 a 6 dias antes do que o resto dos pacientes.Soumya Swaminathan,cientista da OMS disse que há pesquisas conflitantes em relação ao remdesivir.“Não sabemos se é eficaz, mas o plano é continuar com as pesquisas."


Fonte: Gazeta do Povo