Profissões do futuro: como as carreiras na saúde vão mudar o mercado de trabalho? - Elite FM 101.7 - Energia positiva no ar!

Profissões do futuro: como as carreiras na saúde vão mudar o mercado de trabalho?

Por: Elite FM
Publicado em 28/06/2020
img
Foto: UniBrasil

Entenda de que maneira as profissões na área da saúde se tornarão cada vez mais relevantes na vida de milhares de pessoas. Nesse momento, mais do que nunca, é possível ver a importância de todos os trabalhadores da saúde. Nos Hospitais, clínicas e laboratórios são muitos profissionais que se esforçam diariamente para melhorar e salvar vidas. A tendência é que essa necessidade só cresça nos próximos anos. Por isso, quem escolher agora uma carreira na área ganha uma vantagem quando o assunto é oportunidade de trabalho. A população está envelhecendo, a OMS  declarou que em 2050, o mundo terá mais de 2 bilhões de idosos. O crescimento dessa parcela de pessoas, também aumentará a urgência por serviços de saúde como exames, consultas e atendimentos. No Brasil, o número de pessoas idosas já ultrapassou a previsão do IBGE. A Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios de 2017 aponta que 14,6% da população brasileira têm 60 anos ou mais, o que equivale a 30,3 milhões de pessoas. Com o aumento veloz desse grupo de pessoas, fisioterapeutas, cuidadores, médicos, enfermeiros e afins terão mais chances de conseguir uma vaga no mercado de trabalho. No entanto, é valido lembrar que as profissões da saúde exigem vários conjuntos de habilidades. Os que desejam embarcar nessas carreiras precisam considerar a busca contínua por capacitação e a necessidade de estar constantemente se atualizando com novas técnicas e procedimentos. Ainda que os médicos e enfermeiros sejam os primeiros quando se pensa em saúde, existem muitas outras carreiras que crescem em relevância e necessidade no mundo. A Biomedicina, por exemplo, é responsável por pesquisas sobre doenças e diagnósticos clínicos, em hospitais, laboratórios e até mesmo na indústria. Com a chegada de novas tecnologias, a tendência é que o cenário aqueça ainda mais, principalmente com o surgimento de outras especialidades, como a biomedicina estética, que pode criar pesquisas em busca de avanços e novos procedimentos.


Fonte: Gazeta do Povo