Carlos Alberto Decotelli é o novo ministro da Educação - Elite FM 101.7 - Energia positiva no ar!

Carlos Alberto Decotelli é o novo ministro da Educação

Por: Elite FM
Publicado em 26/06/2020
img
Foto: Reprodução/Gazeta do Povo.


O novo ministro da Educação é o professor Carlos Alberto Decotelli da Silva, oficial da reserva da Marinha. O anúncio foi feito pelo presidente Jair Bolsonaro  por meio das redes sociais, e a nomeação já foi publicada no Diário Oficial da União. Depois de Abraham Weintraub, Decotelli é o terceiro a assumir a chefia da pasta durante a gestão Bolsonaro.Tendo participado das reuniões de transição do governo no final de 2018, o nome de Decotelli esteve entre os possíveis indicados para o Ministério da Educação (MEC), em 2019. Decotelli presidiu o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) entre fevereiro e agosto do ano passado. Depois, passou para a Secretaria de Modalidades Especializadas do Ministério da Educação. Bacharel em Ciências Econômicas pela Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ), Decotelli é mestre pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), doutor pela Universidade de Rosário (Argentina) e pós-doutor pela Universidade de Wuppertal, na Alemanha. Silva afirmou que pretende ampliar o diálogo com secretários estaduais e municipais de educação e também com o Congresso, principalmente no que diz respeito ao Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb). O novo ministro disse ainda que deve pautar a sua gestão por questões técnicas e não ideológicas. “Eu não tenho nem preparação para fazer discussão ideológica. Vou conversar, dialogar. A minha função é técnica”, disse o novo ministro. Os índices de educação no Brasil não são nada positivos, pois nunca existiu projeto de Estado para a educação. O nível de formação dos professores é ruím e as faculdades de pedagogia se mantém retrógradas, seguindo teorias de 50 anos atrás e o mundo evoluiu. Além do mais, quem cursa pedagogia,  na maioria dos casos se trata de  opção por não ter tido chance de outro curso, o que é simplesmente uma inversão de valores quando se  sabe que na educação de primeiro mundo, os melhores alunos são selecionados para o magistério.

 


Fonte: Gazeta do Povo e Elite Fm