Governo usa tecnologia para agilizar atendimento aos municípios - Elite FM 101.7 - Energia positiva no ar!

Governo usa tecnologia para agilizar atendimento aos municípios

Por: Elite FM
Publicado em 24/06/2020
img
Superintendente executivo do Paranacidade-Álvaro Cabrini/AEN/ Foto: SEDU

O Paranacidade possui um sistema desenvolvido internamente e que, com a pandemia, tornou-se grande aliado para manter o trâmite de projetos de obras e compra de equipamentos pelas prefeituras. O novo momento no mundo institucional, praticamente sem o uso de papel e malotes, quase sem necessidade de descolamentos e com grande parte dos trabalhadores trabalhando em casa, já é uma realidade disponível para organização que reúnam bons profissionais de Tecnologia da Informação (TI) com o conhecimento dos processos. No Paranacidade, órgão vinculado à Secretaria do Desenvolvimento Urbano e de Obras Públicas, isso acontece graças a um Sistema de Suporte de Tomada de Decisão (DSS), desenvolvido internamente, inicialmente, para otimizar resultados.Com a pandemia da Covid-19, a ferramenta tornou-se a grande aliada para manter o trâmite de projetos que viabilizam obras e a aquisição de serviços e equipamentos pelos municípios paranaenses. “Com o distanciamento social, o DSS se tornou fundamental. Em apenas alguns dias, estávamos adaptados para trabalhar à distância”, diz o superintendente executivo do Paranacidade, Álvaro Cabrini. A tecnologia abre portas para uma revolução no trabalho e proporciona economia, agilidade e maior qualidade no atendimento. O DSS do Paranacidade reúne em uma única plataforma todos os dados necessários ao encaminhamento dos processos e, principalmente, para a tomada de decisões. O Sistema fornece, com alguns cliques, informações precisas que orientam desde o secretário do Desenvolvimento Urbano e de Obras Públicas, João Carlos Ortega, até os técnicos dos Escritórios Regionais da entidade, que atendem diretamente as Prefeituras. O DSS informa, por município, sobre a capacidade de endividamento, os projetos já aprovados e os que estão ainda em execução, as etapas de cada projeto, os pareceres técnicos, a documentação já entregue e a que ainda falta. Nos projetos em execução, o estágio de implantação, as medições e os pagamentos já liberados. 


Fonte: Agência Estadual de Noticias