A reação contra Bolsonaro: escolha de “laranjas” para a lista tríplice - Elite FM 101.7 - Energia positiva no ar!

A reação contra Bolsonaro: escolha de “laranjas” para a lista tríplice

Por: Elite FM
Publicado em 13/06/2020

Para tentar burlar a escolha de Bolsonaro de um nome que não fosse o preferido pelo conselho universitário, instituições implementaram um artifício: ao invés de enviar em lista tríplice os nomes mais votados nas “eleições acadêmicas”, algumas universidades decidiram enviar um nome da sua confiança e outros dois da mesma chapa, chamados de “laranjas”, impedindo que grupos diferentes assumam o controle da universidade. Essa estratégia foi utilizada, por exemplo, na Universidade Federal de Grande Dourados (UFGD), do Mato Grosso do Sul e na Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB). Mas, em alguns casos, o governo acabou cedendo. A prática do uso de “laranjas” foi um dos motivos para a edição por parte do governo da MP 914, que previa que as “eleições acadêmicas” de fato se transformassem em escolha juridicamente válida para a formação da lista tríplice. Como nessas eleições amplas sempre estão entre os mais votados um nome mais próximo à Reitoria e outro de oposição, caso o conselho universitário não pudesse modificar a lista e fosse obrigado a enviar os três nomes mais votados nas “eleições acadêmicas”, o presidente poderia ter a liberdade de escolher para governar a instituição um grupo diferente do atual com o objetivo de despetizar as universidades 


Fonte: Gazeta do Povo