Bolsonaro alega “viés ideológico” e diz que Brasil pode sair da OMS - Elite FM 101.7 - Energia positiva no ar!

Bolsonaro alega “viés ideológico” e diz que Brasil pode sair da OMS

Por: Elite FM
Publicado em 12/06/2020

O presidente Jair Bolsonaro fez críticas ao trabalho da Organização Mundial da Saúde durante a pandemia do coronavírus e disse que o governo pode deixar a organização, que atuaria, segundo ele, "com viés ideológico". As informações são da Agência Brasil. No fim de maio, o presidente dos EUA, Donald Trump, anunciou a saída do país da OMS, congelando repasses que o governo norte-americano faria à entidade. "E adianto aqui, os Estados Unidos saíram da OMS, e a gente estuda, no futuro, ou a OMS trabalha sem viés ideológico, ou vamos estar fora também. Não precisamos de ninguém de lá de fora para dar palpite na saúde aqui dentro", disse Bolsonaro. A Organização Mundial da Saúde é uma agência internacional especializada em saúde, fundada em 7 de abril de 1948 e subordinada à Organização das Nações Unidas (ONU). Para aderir à organização, o país ratificou internamente um tratado internacional de criação da agência e uma eventual saída desse teria que passar pelo Congresso Nacional. Nesta pandemia a OMS fez várias correções sobre informações repassadas para o mundo, inclusive em relação à cloroquina. A China tem muita influência na OMS e isso deixa dúvidas para o mundo.


Fonte: Gazeta do Povo