Se a questão é meio ambiente rio Chopim é prioridade desde sempre, mas não foi - Elite FM 101.7 - Energia positiva no ar!

Se a questão é meio ambiente rio Chopim é prioridade desde sempre, mas não foi

Por: Elite FM
Publicado em 10/06/2020
img
Construção da PCH Bela Vista no rio Chopim – Foto - Jornal de Beltrão

        Em termos de recursos naturais, o rio Chopim representa o maior e mais efetivo representante do meio ambiente para o Sudoeste, por ser o maior da região, margeando com sua humildade muitos municípios, aceitando todo tipo de agressão, mas armazenando vinganças futuras, o que é característica da natureza.

       Infelizmente nunca houve o cumprimento da lei que determina o limite da mata ciliar, princípio básico de mínima preservação. Consta que 30 metros de cada margem deveriam ter permanecido intactos, o que não aconteceu. O rio Chopim pode ser considerado um dos maiores patrimônios naturais e que poderia ter sido manancial para fornecimento de água para Pato Branco, o que teria sido opção melhor pela quantidade de água, antes da opção pelo rio Pato Branco, mas a recusa  dessa água foi por ser muito poluída e demandaria muito custo para o tratamento. Um pergunta óbvia. Se mata ciliar é lei, por que não foi cumprida? Quem são os responsáveis ou irresponsáveis pela fiscalização?

     Em qualquer chuva, o coitado do Chopim fica barrento, pois há lugares de zero mata ciliar e água da chuva que corta as lavouras provoca assoreamento. E parece que não há nenhuma atitude no retrovisor da preservação, para uma medida que aparentemente seria simples: ”Ninguém mexe nos 30 metros de cada lado do rio e a natureza se encarregaria de fazer o que o homem não faz”: ”Reposição natural da vegetação.“ O benefício seria por atacado atingindo os 42 municípios do Sudoeste. É pertinente lembrar: Os rios também morrem e sua morte representa a vingança da natureza, deixando para o homem o pior dos castigos: a falta de água, pois, ela não perdoa os erros do homem, que se diz racional, mas de racionalidade capenga no tocante à preservação ambiental.


Fonte: Laudi Vedana-Professor e Jornalista da Elite FM