5 dicas para estimular o desenvolvimento intelectual do seu filho - Elite FM 101.7 - Energia positiva no ar!

5 dicas para estimular o desenvolvimento intelectual do seu filho

Por: Elite FM
Publicado em 04/06/2020
img
Especialista em neurociência apresenta pilares fundamentais para formar pessoas extraordinárias| Foto: Jessica Lewis/Unsplash/Gazeta do Povo

Basta falar em crianças extraordinárias para que características como superdotada, brilhante e com desempenho acadêmico impecável venham à mente. No entanto, não é necessário apresentar alguma habilidade incrível para ter a inteligência acima da média. “Para ser um super gênio, basta que todas as áreas de seu desenvolvimento sejam bem estimuladas”, garante a especialista em neurociência Fernanda Monteiro. Autora do livro Super Gênios, ela explica que isso é possível quando os pais incentivam os filhos dentro de um ambiente saudável e afetuoso. Isso porque, “até os 6 anos de idade a criança está em um momento decisivo para o aumento de suas estruturas e funções cerebrais, e consegue adquirir novas habilidades porque  o cérebro do bebê realiza até mil conexões por segundo. Fernanda aponta as cinco dicas para criação de um super gênio. O primeiro pilar é a utilização de atividades lúdicas e divertidas para ensinar a criança. Até os 2 anos, por exemplo, o aprendizado é feito pelos sentidos e pela área motora, então a criança explora o mesmo objeto de várias formas e resolve problemas por meio da repetição. Já à medida em que cresce, as aulas extracurriculares que os pais adoram – como natação, inglês, violão, balé e tantas outras – também devem se tornar uma forma de diversão para o filho. Além de se divertir, a criança precisa receber carinho dentro de casa e haja interação familiar com abraços, beijos e diálogo. Outro fator importante para estimular a inteligência dos filhos é promover suas habilidades e competências em cada fase, pois o cérebro passa por mudanças de acordo com a idade. Por fim, os pequenos precisam de uma rotina organizada dentro de casa para que tenham previsibilidade do que acontecerá durante o dia e se sintam mais seguros para iniciar, sozinhos, algumas das tarefas previstas. Ela precisa aprender a lidar com a frustração diante dos limites colocados, que são benéficos para seu desenvolvimento pleno.


Fonte: Gazeta do Povo