Poucas são as lavouras de soja que ainda estão com a cultura para ser colhida em Pato Branco e região. - Elite FM 101.7 - Energia positiva no ar!

Poucas são as lavouras de soja que ainda estão com a cultura para ser colhida em Pato Branco e região.

Por: Elite FM
Publicado em 02/06/2020
img
Primeiro plantio de soja safrinha autorizado em novembro de 2019-Foto Marcilei Rossi/Diário do Sudoeste

Estas áreas fazem parte do chamado ciclo de soja safrinha, que nos últimos anos produtores rurais do Sudoeste travaram inúmeros debates, até conseguirem a autorização da Secretaria Estadual de Agricultura e Abastecimento (Seab), para garantir a segunda safra do grão.Semeadas em sua maioria na palha de milho, — na primeira safra e colhida no início de janeiro —, a soja que está em final de ciclo sofreu em todas as fases com a falta de chuva, devido a severa estiagem registrada na região. Com isso, o resultado é possível ser observado nas lavouras, uma produção pouco abaixo do esperado pelos produtores, mas que mesmo assim, rende comentários otimistas com a possibilidade de uma ocupação de solo que faz um ano no campo ter 13 meses, devido os ciclos produtivos, com a possibilidade de três safras. Presidente do Sindicato Rural de Pato Branco, Oradi Caldato, foi um dos grandes defensores da possibilidade de uma segunda safra de soja no Sudoeste. O Paraná deverá produzir 40,6 milhões de toneladas de grãos na safra 2019/2020, volume 13% superior ao da safra 2018/2019, em uma área de quase 10 milhões de hectares. Com poucas lavouras ainda para serem colhidas [percentual baixo de áreas de soja safrinha], a safra de soja é descrita como encerrada no Paraná, com volume recorde de 20,7 milhões de toneladas, 28% superior ao da safra 2018/2019.


Fonte: Diário do Sudoeste