Estudos observacionais podem apontar benefícios da croloquina e hidroxicloroquina - Elite FM 101.7 - Energia positiva no ar!

Estudos observacionais podem apontar benefícios da croloquina e hidroxicloroquina

Por: Elite FM
Publicado em 23/05/2020

Dois estudos observacionais robustos sobre o uso da cloroquina e hidroxicloroquina no tratamento da Covid-19, revisados por pares e publicados em revistas reconhecidas, demonstraram que as substâncias não têm efeito benéfico no tratamento contra o novo coronavírus. Porém, estudos observacionais, diferentemente dos estudos randomizados e controlados, não devem ser usados para descartar "benefício ou dano" do tratamento. Os testes serão conduzidos pela Universidade de Oxford, em parceria com a unidade de pesquisa em medicina tropical Mahidol  Oxford (Moru) em Bangkok. Cientistas do Vietnã, Laos, Camboja e Itália também estão envolvidos. Os voluntários serão profissionais da saúde e equipes que têm contato direto com os pacientes com Covid-19, mas que não estão contaminados com o vírus. Ele serão divididos aleatoriamente em dois grupos: um que receberá a hidroxicloroquina ou cloroquina; e outro que receberá um placebo. Para que as avaliações sejam imparciais, nem a equipe local do estudo nem o participante saberão quem está tomando o medicamento ou o placebo. Os participantes vão tomar os comprimidos todos os dias por um período de três meses e serão acompanhados regularmente para verificar se a substância é tolerada, se eles contraíram o vírus e, sendo este o caso, se desenvolvem sintomas mais graves ou leves da doença. Segundo os pesquisadores, se um participante desenvolver Covid-19, ele será tratado de acordo com as diretrizes de tratamento em seu estabelecimento de saúde.Duas vezes por dia, os participantes deverão verificar suas temperaturas corporais e registrá-las em um aplicativo que será instalado em seus celulares, onde também vão ter que dizer como estão se sentindo fisicamente. A cada 30 dias eles serão avaliados pessoalmente e amostras de sangue serão coletadas. Os resultados preliminares do estudo estarão disponíveis até o final de 2020. 

 


Fonte: Gazeta do Povo