Animais de estimação e o novo coronavírus: o que se sabe até agora - Elite FM 101.7 - Energia positiva no ar!

Animais de estimação e o novo coronavírus: o que se sabe até agora

Por: Elite FM
Publicado em 05/05/2020
img
Foto:Laudi Carlos Vedana/Feira Adoção Cães e Gatos/Rádio Elite fm

Dois gatos receberam o diagnóstico da Covid-19 em Nova Iorque, nos Estados Unidos, na última semana. Embora os animais tenham tido sintomas leves e estejam em recuperação, pouco se sabe sobre a transmissão da doença entre eles ou deles para humanos.  Em uma das casas cujo gato foi diagnosticado com a infecção pelo novo coronavírus, uma pessoa estava com a doença. Na outra, não havia ninguém com sintomas. De acordo com informações da Associação Mundial Veterinária de Animais Pequenos por enquanto não há dados que comprovem uma transmissão de seres humanos para gatos ou cachorros (ou o inverso), e a principal forma de disseminação da Covid-19 segue sendo entre as pessoas. Conforme explica Marcelo Ducroquet, médico infectologista e professor do curso de Medicina da Universidade Positivo, em Curitiba, gatos e cachorros não são vetores de transmissão da doença, e o risco de isso ocorrer é baixo. "Se a chance de o vírus se reproduzir neles é incomum, a transmissão é menos comum ainda", explica. Um estudo desenvolvido na China comprova essa menor reprodutibilidade da doença entre os animais. Pesquisadores do Instituto de Pesquisa Veterinária de Harbin inseriram o novo coronavírus diretamente nos focinhos e narinas de gatos, cachorros, furões, porcos, patos e galinhas. Eles verificaram que, entre todos, o vírus se replicou mais nos gatos e furões. Nos demais, a reprodução do coronavírus não foi significativa. O estudo foi divulgado pela revista Science. Essas, porém, são simulações feitas em laboratório. Foram relatados vômitos, diarreia e dificuldade de respirar, mas não há até o momento uma relação causal desses sinais com a Covid-19 entre animais. Mesmo por meio dos pelos dos animais, os riscos de eles contaminarem os humanos são baixíssimos. 


Fonte: Gazeta do Povo