Como a história ensina a lidar com pandemias - Elite FM 101.7 - Energia positiva no ar!

Como a história ensina a lidar com pandemias

Por: Elite FM
Publicado em 22/04/2020
img
A Gripe Espanhola se espalhou rapidamente e attigiu diversas capitais brasileiras.-Crédios Dário Studios Depositphotos

Especialista conta como Gripe Espanhola matou dezenas de milhões com desinformação e transmissão acelerada. O componente de História nas escolas, além de outros benefícios, tem como objetivo ensinar erros cometidos no passado para que a sociedade saiba como evitar que se repitam. Olhando para as grandes pandemias que já assolaram o mundo, uma que se assemelha bastante à atual crise do novo coronavírus (Covid-19) foi a Gripe Espanhola. Com os primeiros casos aparecendo no primeiro semestre de 1918, a Gripe Espanhola surgiu quando o mundo experimentava a Grande Guerra. A chegada do vírus se deu em meados do mês de setembro de 1918, com a vinda, ao Rio de Janeiro, de um navio britânico com aproximadamente 200 tripulantes doentes e outros infectados aparentemente saudáveis. A partir desse momento, esses marinheiros se misturaram com a população e acabaram transmitindo o vírus, causando um contágio em progressão geométrica. A situação ficou tão precária no país que o presidente da República no momento, Rodrigues Alves, morreu em 1919, em decorrência da pandemia.  As medidas de fechamento de fronteira e isolamento são lições aprendidas com a Gripe Espanhola e, anteriormente, com a Peste Bubônica. No caso da Gripe Espanhola, a fronteira aberta permitiu que o vírus chegasse e rapidamente se espalhasse por diversas capitais brasileiras.  Outro aprendizado é o fato de que uma pandemia não faz distinção entre credo, raça ou classe social. A peste também mostrou isso na Europa, dos mais pobres ao grandes lordes, todos estavam sujeitos a serem infectados pelo vírus.  Ainda não temos condições de mensurar ou comparar a atual epidemia com as anteriores, mas essa expansão, da maneira como ela ocorre, é fruto do próprio processo de progresso técnico, de progresso econômico e da ideia de uma globalização de trânsito. Quanto à desinformação notada nos dias atuais, décadas atrás era muito pior. As principais potências envolvidas na guerra esconderam os casos de Gripe Espanhola para não transmitir fraqueza durante o confronto.Hoje,no Brasil há muitas informações, muitas fake News e como a maioria dos brasileiros não tem  criticidade,e tantos outros analfabetos funcionais não sabem  filtrar as informações, o que gera distorções de comportamento e falta de consciência até para se proteger. 


Fonte: Central Press e Elite FM