Zucchi comenta decreto de Calamidade Pública - Elite FM 101.7 - Energia positiva no ar!

Zucchi comenta decreto de Calamidade Pública

Por: Elite FM
Publicado em 15/04/2020
img
Foto:Assessoria de Imprensa Prefeitura Municipal de Pato Branco

Assinado na quinta-feira (9), e publicado em Diário Oficial no sábado (11), o decreto 8.663, que declarou situação de "Calamidade Pública chamou a atenção da população de Pato Branco nos últimos dias, tudo porque, até o momento o Município possui três casos confirmados pelo Laboratório Central do Estado (Lacen), um caso positivado em laboratório particular e uma morte de um homem de 70 anos, residente na zona sul da cidade, anunciada na segunda-feira. Ainda, os casos suspeitos, que até o início do mês eram divulgados diariamente pela Secretaria Municipal de Saúde, passaram apenas a serem relatados pela secretaria estadual, o que vem gerando desconforto na população ao que se refere dados locais. Um grupo de pessoas esteve na Câmara Municipal solicitando   que o Legislativo interfira junto ao prefeito para que anule o decreto  de Calamidade Pública, porque afetaria em muito o setor comercial. Por sua vez, o prefeito apontou suas razões dizendo que  com o decreto terá condições excepcionais de tomar medidas mais objetivas para combater a pandemia, como alocar recursos extraordinários, deslocar funcionários públicos para outras funções emergentes, situações que somente o Estado de Calamidade Pública permite, caso contrário seria desvio de função e o Executivo estaria agindo  ilegalmente e ser condenado .O grupo que esteve na Câmara alega que o comércio teve que se ajustar às normas e que a prefeitura também deveria  fazer ajustes, até com redução de salários dos servidores, para reduzir os danos gerais. Os manifestantes  declararam que vão encaminhar documento  à ALEP questionando a posição do prefeito quanto à necessidade do decreto de Estado de Calamidade Pública. 


Fonte: Diário do Sudoeste