Faltam leitos de UTI: o impacto da Covid-19 no sistema de saúde do Brasil - Elite FM 101.7 - Energia positiva no ar!

Faltam leitos de UTI: o impacto da Covid-19 no sistema de saúde do Brasil

Por: Elite FM
Publicado em 13/04/2020
img
Estudo revela que 279 das 436 regiões de saúde do Brasil não têm 10 leitos de UTI por 100 mil usuários-Foto: Piro Cruciatti/AFP/Gazeta do Povo

Uma nota técnica produzida por pesquisadores do Instituto de Estudos para Políticas de Saúde destaca a falta de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e respiradores em boa parte das regiões de saúde do Brasil em condições consideradas “normais” em um ano típico. Com a pandemia do novo coronavírus, sugerem os especialistas, o quadro pode se agravar ainda mais. Publicada em março de 2020, o estudo é de autoria de Beatriz Rache, Rudi Rocha, Letícia Nunes, Paula Spinola, Ana Maria Malik e Adriano Massuda.A pesquisa traça cenários hipotéticos para a evolução da Covid-19 no Brasil e aponta como a falta de infraestrutura na saúde brasileira aliada à alta demanda podem causar "sobrecarga" ao sistema das regiões de saúde. Por regiões de saúde entendem-se os conjuntos de municípios próximos, que se reúnem para planejar e executar serviços, como saúde e transporte. Curitiba, por exemplo, faz parte da região de saúde Metropolitana, da qual também fazem parte outras 28 cidades da região da capital paranaense. O Brasil é composto por 5.571 municípios, os quais se agrupam em 436 regiões da saúde. á para um ano considerado típico, um dos problemas verificados da nota técnica é que 279 das 436 regiões de saúde não têm 10 leitos de UTI por 100 mil usuários — base definida como o mínimo considerado adequado em portaria do Ministério da Saúde — e isso incluindo a rede pública e a privada. Se for considerada apenas o Sistema Único de Saúde (SUS), a situação se agrava, já que 316 regiões de saúde do Brasil não possuem o número mínimo necessário. "Além disso, dessas 316 regiões de saúde que não cumprem o requisito mínimo, 142 delas não têm nenhum leito de UTI. “Em termos populacionais, isto significa que 14,9% da população exclusivamente dependente do SUS não conta com leitos de UTI região que residem”, destaca o estudo.


Fonte: Gazeta do Povo