Menos dias letivos, mensalidade reduzida e aulas online: a batalha das escolas para sobreviver à pandemia - Elite FM 101.7 - Energia positiva no ar!

Menos dias letivos, mensalidade reduzida e aulas online: a batalha das escolas para sobreviver à pandemia

Por: Elite FM
Publicado em 07/04/2020
img
Aulas presenciais foram suspensas por causa da pandemia do novo coronavírus.| Foto: Arquivo Gazeta do Povo

Da educação básica ao ensino superior, instituições com menos dias letivos, a pressão para que reduzam mensalidades e o desafio de adaptação ao ensino remoto temem inclusive uma possível quebra. As instituições que já tinham um fluxo de caixa restrito, sobretudo, devem enfrentar grandes desafios, à medida em que recua a economia e aumenta o desemprego. Especialistas estimam que o pior cenário seja para o mercado do ensino superior. Nem a medida provisória editada pelo governo, que flexibiliza o cumprimento dos dias letivos previstos na Lei de Diretrizes e Bases da Educação (LDB), ou a possibilidade de ensino online, animam o quadro. A verdade é que, na prática, essas medidas podem ser agravantes, do ponto de vista econômico. Elas dão ensejo para que pais de alunos e clientes em geral requisitem descontos nas mensalidades, sob o argumento de que, uma vez que as atividades estão suspensas, o espaço escolar está ocioso e as instituições não têm de arcar com despesas antes substanciais. A intenção já chegou até a diferentes assembleias legislativas do país, que tentam obrigar escolas e universidades a reduzir o valor das parcelas em pelo menos 30%, mesmo que tentativas similares já tenham sido consideradas inconstitucionais pelo Supremo Tribunal Federal. A medida valeria apenas enquanto durar a pandemia. Além do Distrito Federal, assembleias legislativas do Minas Gerais, Paraná, Pernambuco e Rio de Janeiro também discutem o tema.  A educação de nível superior é a que mais sentirá o impacto. Se os pais é que pagam a graduação dos filhos, eles tendem a pedir para que tranquem e voltem ano que vem. É mais fácil fazer isso na graduação particular. Por parte das instituições, uma medida prática de gestão de crise seria negociar e conceder descontos aos clientes, por menores que sejam, caso essas empresas consigam aporte financeiro do Estado. Outra alternativa é alongar o prazo de pagamento de mensalidades.


Fonte: Gazeta do Povo