Startup que oferta suporte emocional tem crescimento vertiginoso durante a pandemia - Elite FM 101.7 - Energia positiva no ar!

Startup que oferta suporte emocional tem crescimento vertiginoso durante a pandemia

Por: Elite FM
Publicado em 05/04/2020
img
Equipe de colaboradores do Eyhe e o proprietário Leandro Manfroi (primeiro, a partir da direita) - Foto: Divulgação

Empresa está atendendo gratuitamente durante período de quarentena do Coronavírus. O isolamento social imposto pela crise da Covid-19 tem causado impactos e desafios também no que se refere à parte emocional. Ansiedade e angústia são alguns dos efeitos colaterais que podem ocorrer ou se agravar durante períodos de confinamento. Uma startup de suporte emocional, de Pato Branco resolveu oferecer os serviços, gratuitamente, durante a quarentena, e viu seus números de atendimentos subirem. Somente no período de 23 a 28 de março, o número de usuários chegou a 2,5 mil. O Eyhe é uma plataforma na internet que faz a conexão entre pessoas que estão passando por desafios, e precisam de ajuda emocional, com outras que já superaram algo semelhante e estão dispostas a ajudar. Quem ajuda é chamado de “anjo” e quem precisa do suporte emocional é chamado de “herói”.“Pode-se dizer que somos a startup certa, na hora certa. Para nós, a conexão é só o começo, depois vem a transformação. Esse é o ciclo que queremos fortalecer: pessoas ajudando pessoas, de forma humana e verdadeira”, explica Leandro Manfroi, proprietário da Eyhe.Manfroi detalha que a Eyhe não é um site de terapia, mas de suporte emocional. Atualmente, a startup conta com 95 “anjos”, provenientes de diversas regiões brasileiras.“Todos os novos ‘anjos’ passam por uma preparação interna antes de realizar os atendimentos. O Eyhe conta com métodos de Escuta Ativa, que guiam o ‘anjo’ com dicas de como conduzir uma conversa, o que falar e não falar e, principalmente, o que fazer em situações emergenciais”, detalha.O Sebrae foi fundamental, pela capacitação e encorajamento.A plataforma da Eyhe pode ser acessada na internet (www.eyhe.com.br)


Fonte: Assessoria:Antônio Menegatti/Sebrae