Quem tem a vida ganha descobriu só agora que o SUS existe - Elite FM 101.7 - Energia positiva no ar!

Quem tem a vida ganha descobriu só agora que o SUS existe

Por: Elite FM
Publicado em 30/03/2020

Saúde pública, no Brasil, não faz parte do mundo da classe média alta, mesmo a que não é tão alta assim, e muito menos, é claro, a que está ainda acima, nos galhos mais altos da árvore social. Saúde pública é coisa de pobre. SUS? Esperas  de dez horas na fila do atendimento? Exames clínicos que não podem ser feitos na semana que vem, nem na outra – daqui a três ou quatro meses, talvez? Cirurgias sem data marcada, do tipo “tente mais tarde”?É assim que a saúde de milhões de brasileiros é tratada, há 30 anos, todos os dias. Ninguém — governos, mídia, “sociedade civil” — dá a mínima para isso. Por que daria? Não é com eles. O povo, como diria um dos famosos personagens de Chico Anísio, que se exploda. Entra em cena o coronavírus – ah, agora sim, a saúde publica passa a ser prioridade absoluta. Tudo muda dramaticamente de figura, então. Fecha tudo. Isola tudo. Confina tudo. Proíbe tudo. Para tudo. Dane-se a necessidade de produzir. Dane-se o pobre que precisa de trabalho para comer e sustentar sua família “Não se pode colocar a economia acima da vida”, dizem, como se uma coisa impedisse a outra. De um minuto para outro, passaram a se preocupar com a “sobrecarga” nos hospitais, problema que jamais lhes tinha passado pela cabeça na vida.O brasileiro do SUS escuta, pensa e não entende nada. “Sobrecarga”? Mas a gente vive em sobrecarga, o tempo inteiro. Esqueça a falta de leitos. Não há nem cadeiras para o infeliz sentar. Fica jogado no corredor, até aparecer um lugarzinho. “E sempre tivemos um grupo de fiscais,ditos  do povo,mas quando foram  construídos os elefantes brancos da copa,sabiam como estava SUS e para eles valia apenas a solução de que “O tempo é o melhor remédio”,mas para eles remédio mesmo, eram altos salários, mordomias  e benesses e que  se exploda o povo.”


Fonte: (J.R Guzzo Gazeta do Povo e Elite FM)