Professora do Campus Realeza esclarece dúvidas sobre fake news a respeito do novo coronavírus - Elite FM 101.7 - Energia positiva no ar!

Professora do Campus Realeza esclarece dúvidas sobre fake news a respeito do novo coronavírus

Por: Elite FM
Publicado em 26/03/2020
img
Imagem:Universidade Federal Campus Realeza

Com objetivo de combater as fake news sobre o novo coronavírus, a professora do curso de Nutrição do Campus Realeza, Carla Zanelatto, esclarece algumas mentiras que andam circulando nas redes sociais.•               Beber água quente ou chá quente inativa o vírus? FAKE NEWS! Não há estudos concretos que validem essa informação.  Até o momento, não há nenhum medicamento, substância, vitamina ou alimento específico que possa prevenir a contaminação pelo novo coronavírus. Recomenda-se o distanciamento social e higiene correta das mãos•Gargarejo com vinagre e sal inativa o COVID-19? FAKE NEWS! Não há qualquer comprovação científica sobre essa receita. Novamente é essencial o distanciamento social e higiene correta das mãos.•Já foi desenvolvida alguma vacina contra o novo coronavírus?FAKE NEWS! Uma vacina está sendo estudada pelos Estados Unidos, por exemplo, mas ainda está em desenvolvimento. Provavelmente, nos próximos meses teremos um desfecho sobre isso•Teste caseiro para detectar a COVID-19? Essa notícia instrui as pessoas a segurarem a respiração por 10 segundos e, em não tossindo nesse período de tempo, o indivíduo seria negativo para o novo coronavírus. FAKE NEWS! O diagnóstico para o COVID-19 é feito por meio de um teste rápido aplicado por um profissional da saúde capacitado ou de análise bioquímica de PCR.  A técnica conhecida como RT-PCR (sigla em inglês para transcrição reversa seguida de reação em cadeia da polimerase) é utilizada para verificar a presença do vírus em uma amostra das vias aéreas superiores (orofaringe, secreção nasal, escarro) coletadas de indivíduos que atendem aos critérios clínicos e/ou epidemiológicos de Covid-19, por exemplo, sinais clínicos e sintomas associados à infecção, contato com um caso provável ou confirmado e/ou histórico de viagens a locais geográficos.•            Se submeter a uma temperatura superior a 26°C inativa o vírus? FAKE NEWS! Existe um estudo que foi publicado em março desse ano que avaliou como se comportam os vírus em determinadas temperaturas, mas o COVID-19 não foi contemplado nesse estudo. O que posso dizer é que temperaturas mais quentes inibem um pouco essa transmissão pessoa a pessoa do vírus. Contudo, pouco se sabe sobre como as mudanças no clima sazonal afetam o novo coronavírus.Ao final, a professora Zanelatto cita alguns sites onde encontrar informações verdadeiras para o compartilhamento de mensagens.- Site do Ministério da Saúde- Secretariais Estaduais de Saúde.


Fonte: Assessoria:Ariel Tavares