"Está mais difícil combater a corrupção,” diz Deltan após seis anos de Lava Jato - Elite FM 101.7 - Energia positiva no ar!

"Está mais difícil combater a corrupção,” diz Deltan após seis anos de Lava Jato

Por: Elite FM
Publicado em 12/03/2020
img
Procurador Deltan Dallagnol citou alguns reveses sofridos pela Lava Jato no ano passado. Foto: Albari Rosa/ Gazta do Povo

A operação Lava Jato completa seis anos na próxima terça-feira (17) e, apesar das vitórias e avanços obtidos nesse período, hoje está mais difícil combater a corrupção, segundo o procurador Deltan Dallagnol, coordenador chefe da força-tarefa no Ministério Público Federal (MPF) do Paraná. “Antes, nós éramos um carro acelerado com ampla possibilidade de movimentação. Hoje, somos um trem carregando uma série de vagões, com um grande passivo, ladeira acima, que cada vez vai ficando mais empinada”, afirmou em coletiva de imprensa.Dallagnol cita, como exemplo, reveses sofridos pela Lava Jato no último ano que criaram empecilhos para investigações e aumentaram a sensação de impunidade. Como a decisão de remeter casos de caixa 2 para a Justiça Eleitoral, a ordem das alegações finais em processos com réus delatores; e a mudança no entendimento da prisão após condenação em segunda instância. "Quando analisamos o cenário macro do combate à corrupção, nós vemos, sim, uma série de retrocessos no último ano", disse. “O fato é que o poder político tem a lei na mão e pode dobrá-la, mas isso não significa que o país não vá sair da corrupção”, afirmou ele, mantendo o otimismo. "Dallagnol disse que é o trabalho abnegado e o esforço entre as instituições que continuam a movimentar a operação, que está longe do seu fim. O superintendente da Polícia Federal do Paraná, Luciano Flores, garante que “não serão só seis anos” de operação. O delegado considera a Lava Jato a "maior investigação da história da humanidade e está longe de acabar, temos muita história pela frente”. Congresso e STF  estão falhando na assistência ao combate à corrupção. Deltan citou a anulação do caso Pasadena e pode gerar a anulação de outros casos. Dilma foi a responsável pelo péssimo negócio da compra desta sucata, chamada Pasadena, que gerou mais de um bilhão de prejuízos. A aprovação da lei de abuso de autoridade também tem viés de proteção a políticos poderosos e a réus de colarinho branco. Enfim prevalece a chance de prescrição e impunidade. Por exemplo,José Serra já teve os processos prescritos. O Congresso,por ter um terço envolvido em corrupção não tem qualquer interesse em reforçar medidas  contra a roubalheira do dinheiro público. Todo os brasileiros devem  entender que democracia é o governo do povo e este povo eleitor  tem o poder de mudar radicamente  sua classe política, sendo a primeira medida: zero de reeleição. As manifestações de domingo têm esta missão de mostrar aos três poderes que o verdadeiro  poder emana do povo. Isso é  a democracia que os brasileiros querem.Democracia onde todos  sejam iguais perante a lei e acabar com tantas benesses imorais com o dinheiro público.


Fonte: DeltanDallagnol -Gazeta do Povo e Elite FM