PIB cresce só 1,1%. Leva tempo para consertar estrago de Dilma - Elite FM 101.7 - Energia positiva no ar!

PIB cresce só 1,1%. Leva tempo para consertar estrago de Dilma

Por: Elite FM
Publicado em 06/03/2020

Finalmente o IBGE informou o PIB do ano passado. O crescimento da economia brasileira foi de 1,1%. O ministro Paulo Guedes disse que esperava isso e que acredita que neste ano vamos ter um crescimento de 2%.Esse é o terceiro ano consecutivo de recuperação econômica depois do desastre do segundo mandato de Dilma. Nos anos de 2015 e 2016 o PIB diminuiu mais de 7%, foi a maior recessão da história brasileira. Já no governo Temer foram dois anos com 1,3% de crescimento.O desempenho de 2019 foi puxado principalmente pelo consumo das famílias que cresceu 1,8%. Claro que não faltou crédito, que teve um crescimento de 11%, o maior desde 2010. O agro cresceu 1,3%. Em termos relativos, o PIB cresceu bem. Outra área que cresceu foi a indústria da construção: 1,6%. Esse setor é uma cadeia produtiva e comercial grande e ao mesmo tempo dá emprego – como a gente tem visto.O acervo imenso de 13 milhões de desempregados deixado por Dilma está diminuindo e chegou a 11,9 milhões. A maioria dessas vagas são de empregos informais, ou seja, as pessoas foram estimuladas a serem donas do próprio nariz. O número de empresas abrindo falência caiu muito nos últimos 12 meses: 10,5%. Caíram também os acordos judiciais em 5,5%. Infelizmente, a indústria da transformação ficou lá embaixo, cresceu 0,1%.O agronegócio parece que vence todos os percalços e a indústria parece que fica se queixando, mas não vence os obstáculos. Vencer a herança catastrófica do governo PT, que foi o reinado da corrupção, é um desafio  para o governo Bolsonaro, mas  as medidas tomadas já produzem esperança de um país que retorna aos trilhos do desenvolvimento e a prova está no aumento de empregos.


Fonte: Alexandre Garcia-Gazeta do Povo