Um dia sem mulheres: a resposta das mexicanas à violência contra as mulheres - Elite FM 101.7 - Energia positiva no ar!

Um dia sem mulheres: a resposta das mexicanas à violência contra as mulheres

Por: Elite FM
Publicado em 04/03/2020

Imagine um mundo sem mulheres por um dia. Nenhuma mulher nos escritórios, escolas, restaurantes, comércios, mercado financeiro. Nenhuma mulher dirigindo pela cidade, ocupando os espaços nos transportes públicos. Impossível? Lu Magalhães,  presidente da Primavera Editorial declarou: “E se eu contar que esse dia se tornará realidade em 9 de março, no México? Estou no país para uma série de compromissos profissionais e me deparei com uma chamada de grupos feministas para um dia de protestos alusivos ao Dia Internacional da Mulher, celebrado em 8 de março. Como a data cairá em um domingo, o movimento optou por transferir a iniciativa para a segunda-feira, quando haverá maior visibilidade para a causa. Aliás, a mobilização visa repudiar e protestar contra o aumento de feminicídios e ataques às mexicanas. Essa aliança de grupos feministas mexicanos é uma resposta extrema a um problema que tem assolado muitos países, sobretudo os latino-americanos. A violência de gênero tem crescido assustadoramente e vem acompanhada da desigualdade e do cultivo da cultura do machismo. Com a hashtag #UNDÍASINNOSOTRAS, a iniciativa ganhou a simpatia da imprensa e da população de um país que tem cerca de 63 milhões de mulheres, 60% da população total.  Essa mobilização feminista ultrapassa as barreiras de classe. Uma parte do movimento, inclusive, tem atitudes bastante contundentes que incluem a pichação de monumentos. O brado contra o governo é “estupram mulheres, protegem monumentos”.


Fonte: Lu Magalhães é presidente da Primavera Editorial