Tosse e dor de garganta: confira os principais sintomas do novo coronavírus - Elite FM 101.7 - Energia positiva no ar!

Tosse e dor de garganta: confira os principais sintomas do novo coronavírus

Por: Elite FM
Publicado em 28/02/2020
img
Confira os principais sintomas e os cuidados para evitar o coronavírus - Reprodução/ Agência Brasil

Com o primeiro caso no Brasil confirmado do novo coronavírus, responsável pela doença chamada de COVID-19, aumentam-se as dúvidas sobre os sintomas e sinais da condição, bem como o tratamento e como se prevenir. Quando se fala em coronavírus, é comum pensar apenas nos casos mais recentes, que surgiram no fim de 2019 na China e, desde então, têm se espalhado por diversos países do mundo, chegando inclusive ao Brasil. No entanto, o termo coronavírus, conforme dados do Ministério da Saúde, representa uma família de vírus que causam infecções respiratórias que vão de leves a moderadas. No caso do novo coronavírus, o agente recebeu o nome de SARS-CoV-2, e a doença causada por esse agente específico foi denominada de COVID-19. Não se sabe até o momento qual é a gravidade dessa nova doença, mas dados iniciais indicam uma mortalidade menor que outros tipos de coronavírus. Coronavírus é uma família de vírus que podem causar desde uma gripe comum até doenças respiratórias mais graves, como a Síndrome respiratória aguda grave (Sars, na sigla em inglês).Os coronavírus estão circulando em animais e alguns desses coronavírus podem ser transmitidos entre animais e humanos. O  primeiro caso ocorreu em Wuhan,na China.Uma vez infectada, a pessoa pode transmitir o vírus para outras. Cuidados: lavar as mãos, evitar contatos com animais vivos na natureza, ao expirar levar o braço até a boca, comer carnes bem cozidas. Não há tratamento específico, nem vacinas. Sintomas: Febre;Tosse; Dificuldade para respirar. Esses sintomas se assemelham ao resfriado comum(no primeiro caso.no Brasil, o paciente apresentou tosse seca  e dor de garganta).  Especula-se que a doença seja transmitida de pessoa para pessoa, em contato próximo (cerca de um metro de distância) e via as gotículas respiratórias. De acordo com o Ministério da Saúde, os coronavírus têm, em média, uma transmissão menos intensa que o vírus da gripe. É indicado, nesse caso, repouso e hidratação, além de alívio dos sintomas com o uso de medicamentos para dor e febre, como antitérmicos e analgésicos ou uso de humidificador no quarto, banho quente para alívio da dor de garganta e da tosse. A situação fica mais grave quando a pessoa infectada tiver outras doenças.


Fonte: Gazeta do Povo