A meta do governo de levar a classe C para o transporte aéreo - Elite FM 101.7 - Energia positiva no ar!

A meta do governo de levar a classe C para o transporte aéreo

Por: Elite FM
Publicado em 26/02/2020

Pato Branco também poderá despertar interesse das empresas aéreas “low-cost” que poderão  atuar em voos regionais. As companhias aéreas low-cost já operam no Brasil, mas apenas em voos internacionais. Nas rotas domésticas, algumas barreiras ainda impedem a chegada dessas companhias. A legislação vigente, o preço dos combustíveis e até mesmo o jeitinho brasileiro são alguns dos entraves que dificultam essa operação. No entanto, o governo federal está interessado em abrir caminho para a entrada das empresas no mercado nacional. O plano de atrair novas empresas se fortaleceu após o presidente Jair Bolsonaro ter assinado em junho de 2019 a Medida Provisória nº 863 que permitiu o aumento na participação de capital estrangeiro nas companhias aéreas de 20% para 100%. A realidade de hoje mostra claramente que o transporte aéreo é fundamental para o desenvolvimento. O prefeito de Pato Branco, Augustinho Zucchi, decidiu investir no aeroporto exatamente porque quando sondava empresários para investir em no município, a primeira pergunta sempre era:”Pato Branco tem aeroporto com linhas regulares ?” Diante da negativa não restou outra decisão senão investir o aeroporto Juvenal Cardoso e foram dois anos de esforço incomum para  que a Azul Linhas Aéreas  aceitasse o desafio de incluir o Sudoeste em suas linhas, o que hoje é uma realidade, superando todas expectativas com voos sempre lotados.


Fonte: Gazeta do Povo e Elite Fm