Governo do Paraná altera o período de pesca de espécies nativas - Elite FM 101.7 - Energia positiva no ar!

Governo do Paraná altera o período de pesca de espécies nativas

Por: Elite FM
Publicado em 25/02/2020
img
Foto: Agência Estadual de Notícias/Governo do Paraná

A Secretaria de Estado do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo estabeleceu um novo período de defeso de espécies nativas de peixes nas bacias do Paraná. Com isso, a piracema passa a ser do dia 1º de outubro a 1º de fevereiro. Antes o prazo terminava no dia 28 de fevereiro. Está liberada a pesca amadora e profissional de espécies nativas como bagre, barbado, cachorra facão, curimba, jacundá, mandi, pacu, piapara, piau-três-tintas, piavuçu, piracanjuba, pirapitinga do sul, saicanga, traíra, tabarana, tubarana, jaú, pintado, lambari, jundiás e surubim cachara e pintado. A medida não permite apenas a pesca das espécies piracanjuva e dourado, que estão proibidos o ano todo por estarem na lista de ameaçadas de extinção. A normativa vale para os rios das bacias hidrográficas do Rio Piquiri, Ivaí, Tibagi, Cinzas e suas sub-bacias, Paranapanema e Paraná. Deverá ser respeitada a cota e tamanhos mínimos de captura. Espécies consideradas exóticas, que foram introduzidas no meio ambiente pelos seres humanos não entram na restrição da piracema e a pesca fica liberada o ano todo, tais como bagre-africano, apaiari, black-bass, carpa comum, carpa cabeçuda, carpa capim, pirarara, tambaqui, pirapitinga, truta arco-íris, corvina, peixe-rei, sardinha-de-água-doce, piranha preta, tilápia nilótica, tilápia rendali, tucunaré amarelo, tucunaré azul, além de peixes resultantes do cruzamento de duas espécies.




Fonte: Agência Estadual de Notícias