Uber, Netflix, barbeiro, sobrancelha: como os hábitos do brasileiro mexem com a inflação - Elite FM 101.7 - Energia positiva no ar!

Uber, Netflix, barbeiro, sobrancelha: como os hábitos do brasileiro mexem com a inflação

Por: Elite FM
Publicado em 22/02/2020

A “cesta” de compras do brasileiro está mais tecnológica e prática. As mudanças nos hábitos de consumo foram identificadas pela Pesquisa de Orçamentos Familiares  do IBGE e desde janeiro estão incorporadas no cálculo da inflação. Entre os grandes grupos, o gasto com alimentação caiu, ao passo que transportes e comunicação pesam ainda mais no bolso. A inflação oficial, que é o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), leva em conta agora o comportamento de 377 subitens, contra 383 até o ano passado, resultado da inclusão de 58 subitens e da exclusão de 64. Na lista anterior, havia produtos que já há muitos anos deixaram de ser largamente consumidos, como mosquiteiro, aparelho de DVD, telefone público e fotocópia. Por outro lado, o IBGE passou a levar em conta os gastos das famílias com o transporte por aplicativo – Uber, 99 e Cabify, entre outros. Outra novidade é a inclusão dos gastos com serviços de streaming, como a Netflix.Eliminar ou acrescentar produtos ou serviços na cesta que compõe a inflação é um trabalho complexo e demorado. Ao mesmo tempo, fundamental, já que a atualização reflete melhor os gastos das famílias, os quais vão definir a taxa de inflação, a qual é usada como indexador de títulos públicos e salários. "Brasileiro gasta mais em bem-estar e comunicação. Inflação deve ser de 3,5% em 2020.


Fonte: Gazeta do Povo