Centenas de carreiras e tabelas de progressão salarial para disfarçar salários de funcionários públicos - Elite FM 101.7 - Energia positiva no ar!

Centenas de carreiras e tabelas de progressão salarial para disfarçar salários de funcionários públicos

Por: Elite FM
Publicado em 18/02/2020

Parte do “problema” do funcionalismo público brasileiro vem da estrutura complexa: são pelo menos 300 carreiras diferentes, com 117 tabelas de progressão salarial distintas, conforme diagnóstico do Banco Mundial. E no meio disso um festival de benesses sem descontos. Um exemplo dessa complexidade do Estado é o do caso das estatais que foram extintas: como tinham estabilidade no emprego, muitos funcionários não foram reaproveitados em outras empresas públicas porque seus concursos de ingresso eram específicos demais. Por isso, a União tem um Departamento de Órgãos Extintos. A sugestão é para que o Estado brasileiro diminua o número de carreiras, buscando a consolidação em carreiras transversais com atribuições amplas. Esse foi o caminho seguido por Portugal, que trocou mais de mil carreiras por três tipos mais genéricos e algumas específicas, como professores, médicos e enfermeiros, por exemplo. Essa complexidade dificulta o controle e a transparência, mas o que deveria haver não foi criado: o controle de produtividade.


Fonte: Gazeta do Povo