O que você tem feito para melhorar o Brasil? - Elite FM 101.7 - Energia positiva no ar!

O que você tem feito para melhorar o Brasil?

Por: Elite FM
Publicado em 14/02/2020
img
Imagem:Cristina Graeml/www.gazetadopovo.com.br/

O título é uma provocação. O que você tem feito para que o Brasil seja um lugar melhor para se viver? E antes que você se deixe tomar por aquele sentimento de impotência, que é natural – a gente normalmente acha que é preciso ter poder, um cargo público, ou muito dinheiro para conseguir provocar alguma transformação na sociedade -, quero contar o porquê da pergunta em tom de desafio. Dias atrás eu recebi um vídeo mostrando um artista de rua durante uma dessas apresentações curtas para os motoristas enquanto eles estão parados esperando o sinal abrir.(Isso aconteceu por várias semanas em Pato Branco também.) O artista tinha o rosto pintado de branco, um nariz de palhaço. No vídeo ele aponta para o passageiro de um carro e alerta que é preciso usar o cinto de segurança. Depois olha para a placa do veículo, finge anotar e coloca a multa fictícia no para-brisa. O problema é o final da performance. Depois de “aplicar” a multa imaginária o artista se aproxima do motorista para pegar a gorjeta, mas vira o corpo, fica de costas e finge receber o trocado escondido. Aí olha ao redor, como se quisesse ter certeza de que não era observado, volta ao para-brisa e faz outro gesto simulando que retirou a multa. Por fim ainda finge rasgar o comprovante da infração. E vai embora com um sorrisinho de canto de boca. Essa cena incomodou. Mesmo que a gente saiba que a prática existe - e é reprovável, tanto por parte do agente público que aceita o suborno quanto do cidadão que tenta se livrar da multa comprando o perdão do guarda -, qualquer um que queira realmente mudar o país deveria combater os desvios morais e não divulgá-los, espalhando o mau exemplo. O problema é que tanto ele quanto quem aplaude ou compartilha um vídeo desses está ajudando a propagar e a perpetuar a imagem de que o brasileiro é conivente com a corrupção. Está mais do que na hora de todo cidadão de bem, que quer realmente ver o país livre do carimbo de "povo malandro", refletir sobre as pequenas atitudes do dia a dia, pensar nos exemplos que está passando para as pessoas com quem convive, física ou virtualmente. Quantas atitudes positivas podem  ser tomadas por todas as pessoas e são essas  que  começam a construir a mudança de mentalidade de levar vantagem em tudo. Isso porém é fruto de uma educação bem conduzida, o que no Brasil não acontece. 


Fonte: Cristina Graeml -Gazeta do Povo