Prioridades do governo e do Congresso indicam projetos com maior chance de aprovação - Elite FM 101.7 - Energia positiva no ar!

Prioridades do governo e do Congresso indicam projetos com maior chance de aprovação

Por: Elite FM
Publicado em 09/02/2020
img
Davi Alcolumbre, Onyx Lorenzoni e Rodrigo Maia durante a solenidade de abertura dos trabalhos do ano legislativo: há projetos consensuais entre Congresso e Planalto, mas outros em que os poderes divergem-Foto: Agência Câmara/Gazeata do Povo

O levantamento indica quais são os projetos do governo Bolsonaro que têm mais chances de serem aprovados em 2020 por serem consensuais e os que terão mais dificuldade de entrar na pauta. Também mostra os temas que o Congresso pode votar independentemente da vontade do Planalto. Na prioridade constam: Reforma tributária, que pode avançar ainda no primeiro semestre. Projetos do plano Mais Brasil, que enfocam a revisão do pacto federativo, a desvinculação de fundos públicos e medidas “emergenciais”, que reduzem despesas obrigatórias do governo para abrir caminho a novos investimentos. Reforma administrativa para alinhar as contas públicas. Marco Legal do Saneamento, projeto base para a saúde pública. Privatização da Eletrobras, que só dá prejuízo, mas o Congresso quer proteger por ser  fonte de interesses pessoais  com propinas e nomeçãoes de apaniguados. Marco Legal das PPPs para favorecer as privatizações. Mineração em terras indígenas para integrar o índio à sociedade brasileira comum. Proposta que o Congresso quer, mas que não está no radar do governo: Prisão para condenados em segunda e mudança na escolha de ministros do STF. Os brasileiros de bom senso sabem claramente o que precisa ser feito e rapidamente, mas  todos sabem que partidos e políticos são as duas  classes mais desacreditadas do país, exatamente porque não fazem o que deveria ser imperativo para o bem do país e  optam decisivamente para os interesses pessoais que  facilitem a reeleição. É por isso que as reformas necessárias andam devagar, quase parando.


Fonte: Gazeta do Povo e Elite Fm