Governo espera atrair R$ 52,8 bilhões em investimentos em ferrovias em 2020. Saiba como - Elite FM 101.7 - Energia positiva no ar!

Governo espera atrair R$ 52,8 bilhões em investimentos em ferrovias em 2020. Saiba como

Por: Elite FM
Publicado em 02/02/2020
img
Governo Bolsonaro quer realizar o leilão de duas ferrovias em 2020- Foto: Cadu Gomes/Fotos Públicas/Gazeta do Povo

O governo Bolsonaro espera atrair neste ano R$ 52,8 bilhões em compromissos de investimentos em ferrovias. A cifra deverá ser alcançada com dois leilões – o da Ferrovia de Integração Oeste-Leste (Fiol), na Bahia, e da Ferrogrão, em Mato Grosso – e com a renovação antecipada de outras quatro concessões de estradas de ferro. Será,se confirmados os certames e os valores, o modal de transporte que mais vai atrair investimentos em 2020. Os valores serão aplicados ao longo do período de concessão. O trecho da Fiol que será leiloado vai de Ilhéus a Caetité, ambos municípios na Bahia. Serão 537 quilômetros concedidos à iniciativa privada. Segundo o Programa de Parcerias de Investimentos (PPI), 76,2% do trecho já foi construído pela Valec (a estatal de ferrovias) até dezembro de 2018. O PPI estima que será necessário investir R$ 1,14 bilhão para a conclusão das obras. A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) aprovou em novembro o plano de outorga, estudos técnicos e documentos jurídicos relativos à concessão. Também foi definido que o valor de outorga mínimo (quanto o vencedor deverá pagar à União para levar a concessão) será de R$ 143 milhões. "O leilão será realizado pelo critério de maior outorga, ou seja, vence quem oferecer o maior valor em cima do lance mínimo. A previsão é que o edital será publicado no segundo trimestre. O leilão está previsto para o 3º trimestre de 2020 e o tempo de contrato será de 35 anos. Outro leilão de ferrovia que deverá acontecer ainda este ano será da Ferrogrão. Serão concedidos à iniciativa privada 1.142 quilômetros de Lucas do Rio Verde a Sinop, no Mato Grosso. O leilão também está previsto para o terceiro trimestre e o critério será o maior valor de outorga. O prazo de contrato será de 65 anos. O edital será publicado no segundo trimestre.


Fonte: Gazeta do Povo