Bolsonaro muda lei e determina eleições diretas para reitor em universidades - Elite FM 101.7 - Energia positiva no ar!

Bolsonaro muda lei e determina eleições diretas para reitor em universidades

Por: Elite FM
Publicado em 27/12/2019
img
O presidente da República Jair Bolsonaro conversa com a imprensa no Pala?cio da Alvorada Foto: Isac Nóbrega/PR/Gazeta do Povo

O Governo publicou uma Medida Provisória que altera a maneira como são eleitos os reitores das universidades e institutos federais. A partir de agora, as eleições, ou consultas, serão diretas e, preferencialmente, de forma eletrônica. O voto é facultativo.A medida determina: "A consulta para a formação da lista tríplice para reitor serápor votação direta, preferencialmente eletrônica, com voto em apenas um candidatocom mandato de quatro anos,voto facultativo organizada por colégio eleitoral instituído especificamente para esse fim. O reitor também deverá nomear o vice-reitor e os demais ocupantes de cargos em comissão e funções de confiança.O voto dos professores tem peso de 70%,  dos estudantes e técnicos é de 15%, cada. Os Colégios Eleitorais ainda são responsáveis pelas eleições, mas não pela elaboração da lista tríplice, que, agora, será gerada automaticamente após a apuração dos votos. Hoje, as eleições são uma fraude, porque o que vale é a eleição no Conselho Universitário e os conselhos têm mais de 90% dos componentes de esquerda e, por isso, o resultado final acaba não sendo justo.  A esquerda será contra isso, e eles sempre terão uma narrativa, agora podem dizer, por exemplo, que não vão participar de eleições diretas". As universidades públicas são muito caras e o retorno  é muito baixo, se comparado ao custo por aluno que é de US$ 15 mil dólares,ou R$ 50 mil.O governo do PT implantou sua ideologia de esquerda, com mais  determinação que a própria educação.Os índices provam o baixo rendimento.O número de patentes  sustentáveis é insignificante.


Fonte: Gazeta do Povo e Elite Fm