Paulo Freire quis implantar, pela educação, a luta de classes - Elite FM 101.7 - Energia positiva no ar!

Paulo Freire quis implantar, pela educação, a luta de classes

Por: Elite FM
Publicado em 18/12/2019

 A linguagem de seu mais famoso livro, A pedagogia do oprimido, parece propositalmente confusa, densa, talvez para dar um ar de profundidade onde não há mais do que chavões ideológicos. Utilizando subterfúgios linguísticos e distorcendo conceitos, o autor oblitera o sentido das palavras, e consegue inverter totalmente seus significados. É com o uso de tal estratagema que a defesa de tiranos assassinos, como Fidel Castro, Lenin, Che Guevara e até mesmo Mao, passa a ser vista como uma luta por justiça e liberdade. Porém, os líderes devem ter a prudência de não confiar no povo, porque as pessoas oprimidas têm a opressão inculcada no seu ser. Como exemplo de um líder que jamais permitiu que seu povo fosse manipulado, Paulo Freire apresenta Fidel Castro. Paulo Freire não é pedagogo. No que concerne à pedagogia, Paulo Freire não tem nada de novo. Paulo Freire é um manipulador da educação, sobretudo da educação de adulto, para conscientizar o povo, ensinando-o a ler pela sua cartilha marxista. É um doutrinador político em ação, propondo um sistema de pretendida educação popular, que pelo simples custo operacional se torna um caminho impensável de alfabetização, se alfabetização fosse o objetivo.


Fonte: Rodrigo Constantino-Economista pela PUC - Gazeta do Povo