China, estiagem, entressafra: afinal, de quem é a culpa pela alta da carne - Elite FM 101.7 - Energia positiva no ar!

China, estiagem, entressafra: afinal, de quem é a culpa pela alta da carne

Por: Elite FM
Publicado em 14/12/2019
img
"Segundo o IBGE, a carne ficou 8,09% mais cara, com aumento em todos os cortes, do fígado (+3,03%) ao coxão mole (+12,49%).| Foto: Abiec"

Novembro foi pesado no bolso de quem não abre mão da proteína animal no prato cotidiano. Para o consumidor, o mês foi de alta geral nos preços, que começou pela carne bovina, mas atingiu também os suínos e o frango. Segundo o IBGE, a carne ficou 8,09% mais cara, com aumento em todos os cortes, do fígado (+3,03%) ao coxão mole (+12,49%),(sem falar na picanha e filé mignon,que talvez precisem de receita médica para comprar).Na tentativa de fugir dos valores salgados, a demanda migrou, então, para o porco e as aves, jogando também esses preços para cima, ainda que com menores variações. O porco subiu 3,35%, o frango inteiro, 0,28% e até o ovo teve acréscimo (+0,53%) por causa do "efeito substituição". Mas, o que provocou a alta original? A resposta para essa pergunta começa no Brasil, e com a afirmação de que elevações de preços são normais para a época do ano. Surpreendente, no entanto, foi o tamanho do aumento, puxado pela PSA, a peste suína africana, que se espalha por países asiáticos, entre eles a China, que já perdeu quase 30% do rebanho.Também se comenta que no governo PT houve interferência para dar maior apoio à JBS que retribuía com propinas e os pequenos frigoríficos e criadores eram fiscalizados com rigor e muitos até fecharam, fazendo com que os pequenos produtores desistissem de criar animais de corte, gerando queda na produção de proteína animal, notadamente da carne bovina. E como houve aumento na exportação, o mercado nacional sofreu majoração de preço pela lei da oferta e da procura. Outro motivo do aumento é que os produdores apontam defasagem de preço e necessidade da recuperação do valor da carne no mercado nacional.


Fonte: Gazeta do Povo e Rádio Elite Fm