Pisa 2018: estudantes brasileiros continuam entre os piores do mundo - Elite FM 101.7 - Energia positiva no ar!

Pisa 2018: estudantes brasileiros continuam entre os piores do mundo

Por: Elite FM
Publicado em 06/12/2019


A notícia parece velha, mas infelizmente não é. No último levantamento do Pisa, Programa Internacional de Avaliação de Estudantes, o Brasil figura mais uma vez entre os últimos da lista de 79 países e economias avaliados. O país ficou em 57° lugar em leitura, 66° em ciências e em 70° em matemática, com notas bem abaixo da média das nações participantes. Nos últimos 10 anos, fora uma ligeira melhora em leitura, as notas do Brasil continuam estagnadas. A China é a primeira. Considerando nosso PIB não podemos aceitar essa posição em termos de aprendizagem. O resultado refere-se ao exame aplicado em 2018 em todo o mundo a 600 mil estudantes de 15 anos, amostragem que representa um universo de 32 milhões de jovens em fase final de educação básica. O PISA, repetido a cada três anos, inclui, além de países-membros, outros que quiseram voluntariamente participar do levantamento, caso do Brasil. Aqui a coordenação do exame é responsabilidade do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). O  Brasil melhorou  bem pouco em leitura, mas no geral está muito abaixo da média mundial. São 4 os fatores do bom desempenho dos países no Pisa: A profissão de professor é atrativa e tem reconhecimento social; os países têm currículo bem claro; o material didático é alinhado com o currículo; os professores não perdem tempo com disciplina. A causa desse atraso em educação, no Brasil, se deve aos governos que nesses 500 anos nunca implantaram Projeto de Educação de Estado e  todos apontando educação como prioridade, mas apenas no discurso e no Brasil, os piores alunos passam a ser professores, quando, no primeiro mundo, os governos adotam políticas de selecionar os melhores alunos das universidades para serem professores. Professor, sem qualificação, não dá suporte para que os alunos tenham bom desempenho no Pisa ”Ninguém dá o que não tem”. 


Fonte: Gazeta do Povo e Elite Fm