O atraso e a má qualidade das instituições - Elite FM 101.7 - Energia positiva no ar!

O atraso e a má qualidade das instituições

Por: Elite FM
Publicado em 05/12/2019
img
Praça dos Três Poderes, no centro de Brasília- Foto: José Cruz/Agência Brasil/Gazeata do Povo

Uma das questões mais intrigantes na história das nações é a constatação de que países aquinhoados com terra fértil e recursos naturais abundantes não conseguiram se desenvolver, não superaram a pobreza e não se tornaram ricos (o Brasil é um desses casos), enquanto outros sem recursos naturais e com solo hostil (como o Japão e Israel) progrediram, atingiram a riqueza material e superaram a pobreza. As razões por que algumas nações se desenvolvem enquanto outras se mantêm no atraso e com baixo nível de bem-estar social estão entre as questões mais estudadas pelos teóricos da economia, sociólogos e cientistas políticos, mas também estão entre as menos compreendidas. O Brasil oferece ao mundo um bom estudo de caso. Tendo tudo para enriquecer e ingressar no clube das nações adiantadas, o país permanece no atraso, na pobreza e na miséria de grande parte de sua população, com elevado grau de desigualdade social, violência urbana, baixa renda por habitante e um sistema de Justiça disforme e disfuncional, mesmo dispondo de extenso território e recursos naturais ricos e abundantes. O economista Douglass North, ganhador do Prêmio Nobel de Economia de 1993, foi um dos grandes estudiosos que tentaram entender esse problema. Ele ganhou notoriedade por suas pesquisas a respeito da qualidade das instituições como fator decisivo para o crescimento econômico e  saída do estado de pobreza. O elemento central para levar uma nação ao progresso econômico e ao desenvolvimento social é a confiança da sociedade nas instituições, no cumprimento dos contratos, nas regras sociais, na palavra empenhada e no comportamento ético North escreveu que as crenças, a cultura e a mentalidade do povo e, como consequência, a qualidade das instituições são fatores decisivos na determinação do progresso ou do atraso de uma nação. 


Fonte: Gazeta do Povo