A educação na era da internet - Elite FM 101.7 - Energia positiva no ar!

A educação na era da internet

Por: Elite FM
Publicado em 20/11/2019
img
Foto:Reprodução/Gazeta do Povo

A educação básica significa o desenvolvimento da criança, no estágio inicial, pelo domínio do alfabeto, a formação das palavras, a construção de frases, a aprendizagem da escrita, a capacidade de leitura e o domínio das operações matemáticas simples – o que antigamente se chamava “educação primária” –, seguido pelo segundo estágio, em que o estudante aperfeiçoa sua capacidade de ler, escrever, raciocinar, argumentar e operar com o idioma nacional, com ampliação de sua formação por meio da matemática, geografia, história, ciências da natureza, ciências sociais e outras destinadas à educação moral e à cidadania. Uma indagação se destaca nesse cenário: o que o Brasil está fazendo para se beneficiar dos enormes avanços tecnológicos advindos da internet, da telefonia móvel e da inteligência artificial na educação? Um estudante de hoje tem à sua disposição um elenco de opções em bibliotecas, filmes, vídeos, textos, imagens, blogs, sites e demais recursos do mundo digital – sobretudo após o surgimento da internet, dos e-books e da telefonia móvel – que lhe dá acesso a um mundo inimaginável para um estudante de 50 anos atrás, mesmo com todas as opções de aprendizado, inclusive gratuitas, disponíveis à época. A questão é que esses recursos maravilhosos da tecnologia devem ir para a sala de aula – e outros ambientes formais de aprendizagem – durante toda a educação básica e, por óbvio, na educação superior, o que implica a obrigação do governo em relação à definição e implantação de políticas públicas quanto à incorporação dessas tecnologias na educação. Governo alega que não há recursos. Além disso, há outra questão não menos importante: qual seria o ganho de qualidade obtido, capaz de tirar o Brasil das últimas posições nas avaliações internacionais? De resto, o problema não diz respeito a mera posição em rankings mundiais, mas ao fato de que o Brasil precisa melhorar o nível educacional dos alunos egressos das escolas em todos os níveis e “implantar de vez um projeto de Estado para a Educação.”


Fonte: Gazeta do Povo